Pregação preparada pelo Pr. Laylton Coelho

Leitura: Provérbios 02.01-10

Texto: Tiago 03.13-18

Amados irmãos no Senhor,

No início do capítulo 3, Tiago disse que não era bom que houvesse muitas pessoas querendo ser professores na igreja. Ele disse isso porque é muito fácil as pessoas tropeçarem com as suas palavras, e assim influenciarem outras pessoas de um modo errado. A língua do ser humano é muito perigosa. Todos nós devemos ter cuidado com a nossa língua, principalmente, aqueles que querem ser professores da igreja – pastores e presbíteros –, pois o julgamento dos que ensinam será muito mais rigoroso.

Ser um pastor, ou um presbítero, é algo que exige, entre outras coisas, sabedoria e entendimento. Porém, o que acontece em muitas igrejas é que existem pessoas pensando que são sábias e entendidas, quando na verdade elas não são. E quando isto acontece, surgem vários problemas dentro da igreja, tais como pessoas disputando os ofícios de pastor e de presbítero, e pessoas assumindo estes ofícios sem serem capacitadas para fazerem isso.

Então, para evitar problemas como esses, Tiago escreve para as igrejas da dispersão, mostrando que é perigoso quando a sabedoria que algumas pessoas possuem é na verdade uma sabedoria terrena. Uma sabedoria que só traz prejuízo para as igrejas de Cristo. Foi por causa disso que Tiago iniciou a segunda parte do capítulo 3 com a seguinte pergunta: “Quem entre vós é sábio e inteligente?”.

Irmãos, baseado nas palavras de Tiago, eu vos proclamo o evangelho do Senhor Jesus Cristo, por meio da seguinte afirmação:

A verdadeira Sabedoria é aquela que vem do Céu

Para entendermos esta afirmação, nós veremos que existem dois tipos de sabedoria:

  • 1. A sabedoria da terra
  • 2. A sabedoria do céu

1. A sabedoria da terra

Irmãos, existem muitas pessoas sábias neste mundo. Sábias no sentido de possuir um grande conhecimento científico. Creio que alguém aqui conhece pelo menos uma pessoa que seja sábia e entendida em alguma área do conhecimento humano. Estou falando de pessoas muito inteligentes, pessoas que possuem mestrado e doutorado. Estou me referindo aos grandes professores e aos grandes cientistas.

Uma pessoa que possui esse tipo de sabedoria é alguém que estudou muito, e por isso, tem domínio, tem habilidade para manipular diversas coisas que existem neste mundo. Com o conhecimento que essas pessoas possuem, elas podem inventar, fabricar, construir e controlar várias coisas. Basta pensarmos em quantas pessoas sábias fazem parte da NASA (Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço dos EUA). Para enviar foguetes espaciais é preciso ter muito conhecimento científico, é preciso ter um grupo de pessoas sábias e entendidas.

De fato, irmãos, ser sábio no sentido de possuir um grande conhecimento científico, não é algo ruim. Porém, infelizmente, esse tipo de sabedoria tem levado muitas pessoas para longe de Deus. Muitos cientistas têm estudado tanto que eles se tornaram orgulhosos. O conhecimento deles fez com que pensassem que não precisavam de Deus. É por causa disso, que existem muitos cientistas que são ateus. Eles pensam que a religião é uma coisa para pessoas ignorantes, para pessoas desentendidas.

Mas, irmãos, além desses grandes sábios, nós podemos falar da sabedoria humana de um modo mais amplo. O homem natural, o homem que ainda não nasceu de novo, ele se acha sábio aos seus próprios olhos. Cada ser humano tem sua própria filosofia de vida, isto é, tem seu próprio modo de viver. Cada ser humano tem o seu próprio jeito de pensar, as suas próprias opiniões e a sua maneira de avaliar as coisas.

Baseado no seu modo de pensar, o ser humano cria suas próprias regras de vida. A este conhecimento prático da vida, nós também podemos chamar de sabedoria. Este tipo de sabedoria pertence a todos os homens, não é uma propriedade exclusiva dos cientistas. Ela tem origem na experiência humana e está presente em todas as culturas.

Todo ser humano possui a sua própria filosofia de vida. Porém, infelizmente, esse tipo de saberia também faz com que as pessoas se afastem de Deus. É uma saberia terrena. É uma saberia falsa. É uma sabedoria que não está de acordo com os padrões de Deus.

Irmãos, quando Tiago escreveu a sua carta, ele demonstrou preocupação com essa falsa sabedoria dentro das igrejas. Tiago estava preocupado com algumas pessoas que se apresentavam como sendo “aquelas que sabem de tudo”. Estas pessoas se achavam sábias e entendidas aos seus próprios olhos. Mas, na verdade, elas não possuíam a verdadeira sabedoria. Elas possuíam a sabedoria deste mundo. Uma sabedoria baseada em conceitos humanos. Uma sabedoria alimentada, até mesmo, pelas idéias de satanás.

Então, Tiago pergunta: “Quem entre vós é sábio e inteligente?”. Ou, em outras palavras: “Quem de vocês se considera uma pessoa entendida e que sabe das coisas?”. Esta pergunta, certamente, despertou a atenção de todos aqueles irmãos, principalmente, daqueles que pretendiam ser considerados sábios e entendidos dentro da igreja. As palavras de Tiago funcionaram como um verdadeiro “balde de água fria” nas intenções daqueles que pensavam que eram sábios e não eram.

Irmãos, do que adianta alguém ter um grande conhecimento bíblico, e até saber falar bem, se a sabedoria dele não for acompanhada de uma boa conduta. Quem quer ser sábio precisa demonstrar isso por meio das suas boas obras, ou seja, por meio de um comportamento marcado pela humildade e pela gentileza no trato com as pessoas.

Tiago mencionou dois sentimentos muito ruins que aparecem no coração daqueles que pensam que são sábios e não são. O primeiro sentimento ruim é o zelo amargoso – na nossa tradução temos: “inveja amargosa” –. O zelo amargo é um zelo ruim. É um zelo onde a pessoa defende a sua própria opinião, e despreza as opiniões dos outros. É um zelo movido pela inveja e pelo ciúme. Por isso, é um zelo amargo.

Além deste sentimento, Tiago mencionou outro ainda pior: “o sentimento faccioso”. A palavra que ele usou também poderia ter sido traduzida como “rivalidade” ou como “ambição egoísta”. Tiago está tratando daquele sentimento que faz com que uma pessoa crie o seu próprio partido para poder liderar. É aquela ambição que forma facções (grupos) dentro da igreja.

Irmãos, se alguém tem esse zelo amargoso e invejoso, e também tem esse sentimento faccioso, então ele pode até se achar sábio, mas na verdade ele é orgulhoso e vive mentindo contra a verdade. Ele é orgulhoso porque pensa que é muito sábio e entendido. Ele é mentiroso porque não sabe interpretar a Bíblia e termina ensinando coisas erradas. Quando ele abra a boca, engana a outros e engana a si mesmo.

Uma sabedoria como essa é terrena, é segundo os princípios deste mundo, é diabólica. É diabólica porque promove a si mesmo e cria divisão dentro da igreja de Jesus Cristo. Irmãos, infelizmente, isto tem acontecido em muitas igrejas. Na história da igreja surgiram pessoas que queriam ser pastores “de todo jeito”, e assim acabaram dividindo as suas igrejas. E isso ainda está acontecendo em nossos dias.

Tiago disse que onde há inveja e rivalidade, lá também existe confusão e todo tipo de coisa ruim. Este tipo de sabedoria só traz prejuízo para as igrejas. Que Deus nos livre destes “sábios segundo o mundo”. Felizmente, meus irmãos, Jesus Cristo tem abençoado as suas igrejas com pessoas que possuem a verdadeira sabedoria – a sabedoria do céu.

2. A sabedoria do céu

A verdadeira sabedoria é aquela que vem do céu. É Deus quem concede a verdadeira sabedoria. É esta sabedoria que devemos buscar. É esta sabedoria que devemos cultivar dentro da igreja. Por isso, Tiago disse no capítulo 1 da sua carta: “Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera [reprova]; e ser-lhe-á concedida”. E no capítulo 3, Tiago mostra as características da verdadeira sabedoria:

Ela é pura, pois não está contaminada pelas influências malignas do mundo e do diabo.
Ela é pacífica, isto é, ela ama a paz e promove a paz.
Ela é gentil, ou seja, ela é amável e tolerante no trato com as pessoas.
Ela é obediente, pois é submissa a ponto de aceitar repreensões e correções.
Ela é cheia de misericórdia e de bons frutos.
Ela é imparcial.
Ela é sem hipocrisia, ou seja, ela é sincera.

Irmãos, estas características mostram que a verdadeira sabedoria é aquela que vem acompanhada com os frutos do Espírito Santo. Uma pessoa verdadeiramente sábia é aquela que semeia a paz dentro da igreja. Uma pessoa que recebeu a verdadeira sabedoria não é alguém que é orgulhoso e que provoca brigas, confusões e discórdias dentro da igreja. Uma pessoa assim está longe de ser um verdadeiro discípulo de Jesus Cristo. Jesus Cristo é sábio e nunca vai conceder a verdadeira sabedoria para alguém prejudicar a igreja dele.

E se nós queremos um verdadeiro exemplo de sabedoria, então devemos olhar para Jesus. Jesus possui toda sabedoria e todo conhecimento que existe (Cl 2.2-3). Irmãos, quando o Senhor Jesus esteve neste mundo, as pessoas puderam ouvir a sabedoria da própria boca dele. Mas, graças a Deus nós temos a Bíblia, e por meio dela nós também podemos desfrutar da sabedoria do Senhor Jesus Cristo.

Jesus Cristo é sábio e quer que nós também sejamos sábios. Por isso, além de orar, pedindo sabedoria, nós também devemos ler a Bíblia para aprendermos a ser sábios. Se fizermos isto, então ficaremos cheios da sabedoria que Deus revelou em sua Palavra. E assim, saberemos como viver de um modo que agrada a Deus.

Lendo a Palavra de Deus saberemos como nos comportar; como olhar para as diversas situações da vida; quando entrar e quando sair; quando falar e quando ficar calado; quando agir e quando ficar quieto; e como tomar decisões corretas. Desta forma, seremos pessoas sábias – pessoas prudentes, pessoas cuidadosas – e não agiremos como tolos neste mundo.

Para encerrarmos, vamos ler as promessas da Palavra de Deus para todos aqueles que buscam a verdadeira sabedoria (Provérbios 2.1-10).

Que o Senhor nos abençoe com a verdadeira sabedoria.

Amém.

___________________________________________________________________________________________________

* Exceto onde o contrário esteja explícito, todos os conteúdos deste site estão licenciados sob uma Licença Creative Commons “Atribuição – Não Comercial – Sem Derivados 3.0 Não Adaptada“.

** Este sermão foi originalmente escrito para uso do pastor e não passou por correção ortográfica ou gramatical.

Compartilhe!

Pr. Laylton Coelho

Pastor na Igreja Reformada em Imbiribeira.

Deixe um Comentário