Pregação preparada pelo Pr. Manoel Luís Ferreira

Leitura: Salmo 134

Texto: Salmo 134

 

INTRODUÇÃO:

Amada Igreja do SENHOR Jesus Cristo!. Será que você, um membro da Igreja de Cristo, sabe para qual finalidade você foi criado? Ou ainda melhor: Você já se perguntou para qual fim você foi criado? Por séculos esta foi uma das perguntas que estavam nas cabeças dos sábios: Para que eu existo? Muitos não conseguem dar uma resposta a esta pergunta; até mesmo cristãos!

Mas, olhando para o Catecismo de Heidelberg nós podemos encontrar a resposta certa para esta pergunta. No domingo 3, onde fala da criação do homem, está escrito o seguinte: “Deus criou o homem bom, (…) para conhecer corretamente a Deus, (…) amá-Lo de todo o coração e viver com Ele em eterna felicidade, para louvá-Lo e glorificá-lo”. O Catecismo fala-nos de uma maneira contínua, assim como o salmista no Salmo 134. O homem foi criado para adorar a Deus sempre; não de modo extático, parado. Mas, continuamente!

Tema: Adorando ao Senhor continuamente

  • 1. Onde? Na casa do Senhor (versículo 1)
  • 2. Como? Com Reverência (versículo 2)
  • 3. Qual é a recompensa? A Bênção do Senhor (versículo 3)

1. Onde? Na casa do Senhor (versículo 1)

Receber a oportunidade de poder adorar a Deus é algo maravilhoso demais. De fato, é uma grande oportunidade que Deus dá ao ser humano, para que ele demonstre toda a sua gratidão e seu amor por tudo o que Deus já fez por ele.

Sim, na realidade é o bom Deus aproximando o ser humano a Si, para que esse ser humano que estava bem distante, reconheça a grandiosidade de Deus e enfim, derrame-se em confiança nEle. E bendiga e dê somente a Deus todo o louvor.

Agora precisamos entender um pouco mais o que o salmista quer dizer-nos com “Bendizei ou Louvai”. Primeiro: O que é Bendizei ou Louvai? Bendizer é dizer bem. Falar bem de ou acerca de alguém. O salmista está dizendo que devemos dizer coisas boas para Deus, acerca do próprio Deus em nossos louvores, em nossa adoração.

O salmista ainda diz mais; não deve ser um bendizer a Deus qualquer, tem que ser algo que seja colocado para fora do mais íntimo do nosso ser. Deve ser o nosso mais puro sentimento de louvor e adoração. Deve ser as palavras mais belas que agradem e que cantem, em forma de cântico ou oração, as grandezas de nosso Deus. Bendizei, também, com muita alegria e fervor.

Ainda mais uma coisa sobre o versículo 1, que o salmista coloca. Falando acerca dos servos do SENHOR, nas horas da noite. Isto pode ter dois significados: O primeiro significado refere-se aos sacerdotes levitas que faziam o serviço no Templo durante a noite. Vejam I Crônicas 9:33, que diz: “Quanto aos cantores, cabeças das famílias entre os levitas, estavam alojados nas câmaras do Templo e eram isentos de outros serviços; porque de dia e de noite estavam ocupados no mister”.

Estes eram homens dedicados exclusivamente ao trabalho de Deus no Templo. Principalmente na época dos reis Davi e Salomão.

Segundo significado: É que o salmista aqui refere-se ao povo de Israel que vinha no finzinho da tarde para adorar no Templo; na casa de Deus fazendo suas orações e cantando louvores. Para nós hoje os dois significados têm uma importância muito grande. Pois, têm a ver com assistir, cultuar na presença de Deus.

Têm a ver com o cuidado do Santuário onde o próprio Deus habita. O salmista fala da “Casa do SENHOR!”. Adorar a Deus é uma honra! É um privilegio! Mas aonde se deve adorar a Deus? Na Casa do SENHOR! Onde fica a Casa do SENHOR? Fica em cada crente fiel! Não é mais o Templo em Jerusalém. Aquela construção de pedras agora já não existe mais. Para lá todo o povo do Antigo Testamento devia ir para adorar a Deus. Mas com a vinda de Cristo Deus fez morada em outro lugar. Você crente é a nova morada de Deus. Ele habita em você.

Agora, devemos mesmo, pensar nas palavras do apóstolo Paulo. Ele diz que o nosso corpo é o santuário de Deus. O lugar santo onde Deus mora (I Coríntios 3:16). É com o nosso corpo, a santa Casa do SENHOR, que devemos, sim, bendizê-Lo, louvá-Lo e adorá-Lo dia e noite.

2. Como? Com Reverência (versículo 2)

O salmista nos fala de um ato do crente na Casa do SENHOR. Este é um ato de reverência: “Erguei as mãos para o santuário e bendizei ao SENHOR”.

Erguer as mãos para o Santuário ou no Santuário. O que erguer as mãos significa? Isto quer dizer estar em posição de oração. E na oração o crente deve curvar-se diante do santo Deus: Reverência. Curvar-se, não necessariamente colocar os joelhos no chão. Mas, curvar-se diante de Deus no seu íntimo. Ter uma atitude de reverência diante de Deus no seu interior.

Erguer as mãos em uma atitude de oração a Deus, é o mesmo que virar seu rosto e todo o seu ser para o lugar mais santo onde habita o próprio Deus. Esperar tudo dEle e querer apenas adorar com louvores bendizendo somente a Ele.

Irmãos, todos nós podemos nos dirigir a Deus em oração. Uma criança pequena pode levantar sua voz para Deus e orar a Ele. Cristo conquistou esse direito para todos os crentes, os pequenos e os grandes. Todos, com uma atitude de reverência, devem adorar a Deus em oração.

É muito importante para nós, entendermos que devemos ter uma plena atitude de reverência para adorar a Deus. Os judeus erguiam as suas mãos, nós fechamos os olhos e juntamos as mãos. Deus nos quer receber em sua santa presença. O crente é um Santuário de Deus, apenas para a glória dEle. Devemos bendizer a Deus em oração, com cânticos e com o nosso modo de viver e falar.

3. Qual é a recompensa? A Bênção do Senhor (versículo 3)

Deus sempre quer abençoar o seu povo. Pois a bênção especial do SENHOR não é para qualquer pessoa, não. É somente para o seu povo santo. Esse povo que constitui a Igreja dEle. Esse povo que foi comprado e lavado pelo sangue de Jesus Cristo. É dentro da Igreja, é dentro da comunhão do Seu povo, que Deus promete e derrama a sua bênção.

A bênção do SENHOR para o Seu povo, é a grande recompensa por esse povo viver uma vida de fidelidade para com Deus. Quem é fiel recebe a sua recompensa das mãos de Deus. E tal pessoa já é abençoada pelo SENHOR Deus aqui nesta terra e nesta vida. É abençoada com o sustento de cada dia. É abençoada com o sustento de sua fé.

E quem profere e dá essa bênção não é uma pessoa pequena, ou qualquer, mas é, sim, o próprio SENHOR, Grande e Eterno. Ou seja, O EU SOU O QUE SOU! O SENHOR sempre presente. Que boa garantia para a vida do crente. A bênção do bom SENHOR Deus é segurança sem fim, para o fiel.

O SENHOR Jesus Cristo, que é o nosso eterno Salvador, bendisse a Deus de uma maneira sem igual. No seu corpo e por toda a sua vida aqui na terra. Com humildade, com amor e obediência até a morte na cruz. Pagando desta maneira todos os nossos pecados. Aniquilando totalmente, as nossas dívidas com o santo Deus. Sigamos, pois irmãos, os passos de Cristo e através dEle, alcançaremos a vida Eterna. Ele venceu e entrou na morada dos céus. Jesus nos abençoa desde Sião celestial e nos guarda desde agora e para sempre.

Amém.

___________________________________________________________________________________________________

* Exceto onde o contrário esteja explícito, todos os conteúdos deste site estão licenciados sob uma Licença Creative Commons “Atribuição – Não Comercial – Sem Derivados 3.0 Não Adaptada“.

Compartilhe!

Pr. Manoel Luís Ferreira

Pastor da Igreja Reformada em Unaí-MG, servindo na congregação missionária em Brasília.

Leave a Comment