Pregação preparada pelo Pr. Manoel Luís Ferreira

Leitura: Romanos 08:26-30

Texto: Romanos 08:26

INTRODUÇÃO:

Amados irmãos no SENHOR Jesus Cristo, prezados ouvintes!

O Espírito Santo foi-nos enviado por Deus para estar sempre ao lado dos crentes e em tudo os auxiliar! O Espírito Santo é tão poderoso como o Pai e o Filho e com o Pai e o Filho merece toda honra e toda glória e deve ser adorado, pois Ele, o Espírito Santo, é a terceira pessoa da Santíssima Trindade! O Santo Espírito é o melhor acontecimento na vida e para a vida do crente após a ascensão de Jesus Cristo para o céu; isto não quer dizer que Ele já não atuasse antes, pois este Espírito poderoso pode transformar completamente a vida de qualquer pessoa, dando-lhe  capacidade para governar; como fez com Davi, Josué, Salomão e tantos outros; bem como, este mesmo Espírito Santo pode apoderar-se do mais vil pecador e transformá-lo em servo fiel do Deus eterno da maneira que fez com Nicodemos e Paulo. E é o próprio apóstolo Paulo quem descreve em nosso texto a qualidade intercessória do divino Espírito Santo diante do Pai e do Filho para o completo bem estar do crente fiel! Ele mesmo, o Espírito Santo, está no meio de nós conduzindo-nos com Deus, ensinando-nos tudo que é necessário para sermos salvos e fazendo-nos lembrar de todos os ensinamentos de Jesus Cristo; como o salmista nos fala e também o próprio Jesus Cristo: “Ensina-me a fazer a tua vontade, pois Tu és o meu Deus; guie-me o teu bom Espírito por terreno plano” ( Salmo 143: 10). “Mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos  ensinará todas as cousas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito” ( João 14:26). Esta maneira intercessória do Espírito Santo descrita por Paulo neste  versículo 26, nós podemos estudá-la nos seguintes pontos:

  • 1. O Espírito ajuda-nos em nossa fraqueza
  • 2. Não sabemos orar como deveríamos
  • 3. O Espírito intercede por nós

Como o Espírito intercede por nós? A)- Com gemidos inexpressivos (inexprimíveis), que não se pode expressar; isto é,  que não se pode colocar em palavras!

1. O Espírito ajuda-nos em nossa fraqueza

Irmãos, o nosso texto revela-nos duas verdades neste ponto! A primeira verdade é que o Espírito nos ajuda! E a segunda verdade é que somos fracos! De fato o Espírito Santo tem nos ajudado e muito no nosso caminhar com Deus, pois sem a ajuda do Espírito Santo não estaríamos aqui esta noite! Mas, na verdade, o Espírito tem ajudado a vida do povo de Deus desde há muito séculos, tanto de uma maneira coletiva quanto individual. Vejamos um exemplo de como o Espírito Santo ajuda o crente individualmente conforme está escrito em 1Samuel 16:13: “Tomou Samuel o chifre do azeite e o ungiu no meio de seus irmãos; e, daquele dia em diante, o Espírito do SENHOR se apossou de Davi”. Deus escolheu Davi para uma tarefa bem difícil! Governar sobre o povo santo de Deus não era nada fácil para qualquer homem! Davi tinha a obrigação de conduzir o povo sempre em obediência e adoração total e única a Deus. Davi devia governar com muita sabedoria para que ninguém fosse injustiçado! Por isso, Davi, para governar, precisava muito de ajuda e a mais especial possível. Deus sabia muito bem que Davi, para governar precisava muito de ajuda e o Espírito Santo encarregou-se de o ajudar. Agora vejamos como o Espírito Santo ajuda a Igreja coletivamente conforme está escrito em Ageu 2:4-5: “Ora, pois, sê forte, Zorobabel, diz o SENHOR, e sê forte, Josué, filho de Josadaque, sumo sacerdote, e tu, todo o povo da terra, sê forte, diz o SENHOR, e trabalhai, porque eu sou convosco, diz o SENHOR dos Exércitos; segundo a palavra da aliança que fiz convosco, quando saístes do Egito, o meu Espírito habita no meio de vós; não temais”. A situação é que o povo estava deixando de lado o retomar a construção da casa de Deus, isto é, o Templo! Havia de fato um relaxamento por parte de todo o povo com a santa casa de Deus, a qual estava em ruínas, enquanto que o povo morava em suas casas todas bem feitas. Por isso, pelo povo haver relaxado para com Deus, o povo precisava muito de ajuda para fazer a vontade de Deus e reconstruir o Templo! Esta ajuda veio para todo o povo, uma ajuda coletiva! Quem ajudou o povo coletivamente? O próprio Deus responde. “O meu Espírito habita no meio de vós; não temais”. O Espírito Santo de Deus ajuda! O Espírito Santo de Deus nos ajuda sempre irmãos em nossa fraqueza.

Irmãos, o apóstolo Paulo nos diz mais nesta primeira parte deste versículo. Paulo diz: “Em nossa fraqueza”. Com isto o apóstolo Paulo está dizendo que somos fracos! Mas quando somos fracos? Sempre! Originalmente, a palavra aqui traduzida por fraqueza, significa doença, enfermidade, seja ela espiritual ou física. De uma maneira ou de outra, sempre estamos doentes, enfermos; somos fracos por causa da nossa natureza caída e cheia de pecado. De fato o pecado é a nossa doença, enfermidade e fraqueza! Por causa do pecado não fazemos corretamente a vontade de Deus, ficamos deprimidos, pensamos em desistir de andar lado a lado com o nosso bom Deus! É exatamente, irmãos, nesses momentos de fraqueza, de doença física ou espiritual, que o Santo Espírito de Deus nos assiste, nos ajuda, nos levanta dando-nos forças e coragem para continuarmos andando e crendo em Jesus Cristo.

2. Não sabemos orar como deveríamos

Irmãos, o fato de sermos fracos, resulta em não sabermos orar como deveríamos. Por que não sabemos orar como deveríamos? A resposta é simples: É porque somos fracos, é porque somos imperfeitos diante de Deus! Ouçam o que nos diz a santa palavra de Deus: “Ainda que eu seja justo a minha boca me condenará; embora seja eu íntegro, ele me terá por culpado” ( Jó 9:20). “Não há homem justo sobre a terra que faça o bem e que não peque” (Eclesiastes 7:20). “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus” ( Filipenses 3:12). Esta imperfeição humana que todos possuímos faz com que não oremos como deveríamos! Faz com que a nossa oração não saia perfeitamente de nossos lábios e chegue à presença de Deus sem que o Espírito Santo nos ajude! Irmãos, a oração é tão importante em nossas vidas, que sem ela nos  é  impossível  chegar  em diálogo diante de Deus! Uma de nossas confissões, o catecismo de Heidelberg, o qual  está dividido em três partes, na terceira parte, que fala  sobre gratidão, lá encontramos a oração como  parte principal da gratidão. Podemos ler o seguinte: DOMINGO 45, pergunta e resposta 116.

Pergunta 116 – Por que a oração é necessária aos cristãos?

Resposta –  Porque a oração é a parte principal da gratidão, que Deus  requer de  nós. Além  disto, Deus quer conceder sua graça e seu Espírito Santo somente aos que continuamente Lhe pedem e agradecem, de todo o coração.

De fato, na vida diária do crente, a oração é um dos órgãos vitais! Contudo, não sabemos orar como deveríamos, como convém, isto é, do modo a chegar as palavras com pureza diante do Deus Santo. Todavia, é preciso fazer-se uma pergunta: Qual é a maneira correta de orar? Como pode uma pessoa impura fazer uma oração pura? Impossível! Mas, nem sempre foi assim , houve uma época em que podia falar-se com Deus de todo o coração e com a mente concentrada somente em Deus, sem que nada desviasse a atenção no diálogo com o Santo Deus. Esta foi a época antes que o pecado entrasse no mundo. Quando o homem habitava o jardim do Édem e como este, era igualmente perfeito! E, também, nem sempre será assim, que não sabemos orar como deveríamos. Haverá uma época sem fim, em que a nossa conversa com Deus será completamente perfeita, pois seremos totalmente perfeitos! É a época em que teremos nossos corpos transformados e eternamente viveremos com Deus. Porém, agora, para que a nossa oração chegue à presença de Deus perfeitamente, precisamos, indispensavelmente da intercessão do Deus Espírito Santo por nós, isto é, em nosso favor.

3. O Espírito intercede por nós

Irmãos, quão bom é para nós cristãos termos o Espírito Santo como o nosso intercessor. Que maravilha, que o Espírito Santo é seu intercessor junto ao Pai e ao Filho! Na verdade, é um grande consolo para nós crentes que o próprio Deus intercede por nós diante dEle e para Ele mesmo. Mas, o que é um intercessor? Aquele que intercede, pede, roga, suplica a alguém por uma outra pessoa; intervém a favor de alguém. O Espírito Santo faz tudo isto por nós, quer dizer, em nosso favor. O Espírito Santo faz, por assim dizer, que nossas orações defeituosas tenham um tom bem mais elevado de espiritualidade e chegue perfeitamente na presença de Deus. Em seu ato intercessório pelo crente, podemos imaginar que o Espírito de Deus traduz as nossas orações para uma linguagem totalmente refinada, tornando-as mais eficazes e espirituais. Ele preocupa-se com todas as nossas necessidades, físicas e espirituais. O Espírito intercede por nós em total acordo com a vontade de Deus e profere coisas que nossa mente não é capaz de capitar. E como o Espírito faz isto? Com gemidos inexpressivos, inexprimíveis, que não se pode expressar; isto é, que não se pode colocar em palavras humanas. Não é possível colocar em letras, descrever com palavras os gemidos do Espírito Santo em favor do crente.

Irmãos, o Espírito Santo ajuda-nos em nossa fraqueza! Não sabemos orar como deveríamos! Mas o Espírito intercede por nós! Temos o Espírito Santo em nossas vidas! Ele conserta as nossas orações! Que ajuda grandiosa, que auxílio maravilhoso o Espírito Santo nos dar! Louvado seja Deus pelo seu Espírito em nós.

Amém.

___________________________________________________________________________________________________

* Exceto onde o contrário esteja explícito, todos os conteúdos deste site estão licenciados sob uma Licença Creative Commons “Atribuição – Não Comercial – Sem Derivados 3.0 Não Adaptada“.

** Este sermão foi originalmente escrito para uso do pastor e não passou por correção ortográfica ou gramatical.

Compartilhe!

Pr. Manoel Luís Ferreira

Pastor da Igreja Reformada em Unaí-MG, servindo na congregação missionária em Brasília.

Leave a Comment