Pregação preparada pelo Pr. Clarence Stam

Leitura: Neemias 06

Texto: Neemias 06

INTRODUÇÃO:

Amada congregação de nosso Senhor e salvador Jesus Cristo,

Nós temos visto como Neemias veio da Pérsia para reconstruir o muro de Jerusalém, e como seus esforços foram abençoados pelo Senhor. O muro está sendo construído e está chegando perto do fim. Temos, por tudo isto, chamado Neemias de um verdadeiro edificador.

Hoje, é claro, a situação é bem diferente. Nunca nos esqueçamos disto. Não temos que erigir ou levantar muros para proteger o povo de Deus. Hoje a questão é espiritual. Deus, como disse o profeta Zacarias, está como um muro sobre nós, e seu Espírito santo habita em nós. Nós temos avançado na historia da redenção. Porém, ainda hoje a igreja de Cristo precisa ser edificada e completada, e em conseqüência devemos aprender o que Deus quer nos ensinar aqui por meio de seu servo Neemias.

No capitulo 6 lemos de como o muro é terminado e como os portões são colocados em seus lugares. Então a obra como um todo é completada. Isto não significa, entretanto, que a obra de Neemias já terminou por si mesma, e que ele pode voltar para a Pérsia. Pois na segunda parte do livro de Neemias a ênfase, agora, cai sobre a reforma espiritual de Israel. Pois uma coisa é você viver por detrás de um muro sólido, outra é como você vive por detrás deste muro. Por isto esta restauração espiritual continuará mesmo depois da restauração do muro. E nós, como eu disse, temos muito o que aprender com o livro de Neemias para nossos dias. A situação pode ter mudado, porém a batalha espiritual ainda é a mesma, e pode ser ainda mais intensa.

No capitulo 5, Neemias explicou como teve de lidar com o problema socio-econômico interno. Estes problemas foram resolvidos, e ele pode voltar a trabalhar no término do muro. Mas agora os inimigos, especialmente Sambalate e Tobias, concentram uma vez mais as forças para impedir que a edificação termine. E esta será uma tentativa definitiva e séria. Satanás não cessará por nada de tentar impedir a reunião e o crescimento da igreja de Cristo. Desde que o povo está unido e debaixo da liderança de Neemias, os inimigos concentraram suas forças sobre Neemias. O ataque é bastante sutil, calculado para pegar Neemias. Desapareçam com ele e os judeus pararão com as construções. Neemias está debaixo de uma grande pressão. E é somente pela graça de Deus que ele fica de pé, firmemente. Eu proclamo a vocês o evangelho de Cristo sob o seguinte tema:

Tema: o Senhor frustra as tentativas do diabo de impedir a finalização do muro de Jerusalém

  • 1. A típica maneira da resistência do diabo
  • 2. A única maneira por meio da perseverança fiel

1. A típica maneira da resistência do diabo

Eu falei “a maneira típica” da resistência do diabo. Típica, porque, embora o diabo seja mestre nos disfarces e métodos, na base ele tem somente duas opções em seu ataque contra a igreja de Cristo. Ele pode vir como um leão barulhento, abertamente hostil, procurando a quem possa devorar. Ele tentou este método antes, quando vimos Neemias 2 e especialmente o 4. Mas este plano falhou: os judeus edificaram os muros com uma colher de pedreiro em uma mão e a espada na outra. Eles puseram guardas para que não fossem pegos de surpresa.

O segundo método é quando diabo vem como um anjo de luz. Neste sentido: ele coloca um rosto amigável, ele expressa sua preocupação com você e com o seu bem estar, e até tenta ajudar você com seus problemas. O segundo método de Satanás é talvez o mais perigoso que o primeiro. O segundo ataque de Sambalate e Tobias é simples: se você não pode com ele, junte-se a ele. Ou seja, vamos manter um diálogo, vamos conversar. Talvez possa haver um entendimento entre nós. Os dois inimigos enviaram uma mensagem para Neemias (ler o verso 2). Neemias no verso 1 admitiu que os portões ainda não estavam no lugar, a cidade ainda estava aberta e vulnerável. É um momento perigoso, pois possa ser que tudo isto não passe de uma tentativa de conseguir um conflito armado.

Agora Sambalate, o governador samaritano, e Gesen o árabe, não propuseram nenhum assunto para este encontro. Pelo menos Neemias não menciona isto. Mas podemos assumir que foi designado para parecer um gesto de boa vontade. “Vamos conversar”. Eles querem tentar chegar a um acordo, ou a uma tentativa de contribuir com esta obra. Interessante que momentos atrás os inimigos não queriam um estado judeu com uma cidade fortificada. Mas eles agora aparecem para negociar e conversar.

Negociar o quê? Bem, há alguns problemas de balanço político e sobre direitos de territórios por parte dos judeus, podemos falar de tratados, negócios e economia, coisas que podem beneficiar financeiramente todos os líderes. Vamos compartilhar e regrar as coisas. Ou seja, tudo isto era para tentar entrar em uma coalizão, ou alguma forma de coexistência pacifica. Ate mesmo o dialogo é melhor que o conflito armado. Não é?

Diálogo e coexistência. Este é o caminho do diabo. Um comentarista apontou aqui para o falso movimento ecumênico do conselho mundial de igrejas: todas as religiões são iguais, nós discordamos em alguns pontos mas na base todas as religiões são a mesma. Vamos trabalhar juntos. Vamos conversar.

Você poderia pensar que Neemias recusaria fortemente tal oferta de acordo. E de fato ele o faz. Entretanto, esta recusa de Neemias não detém Sambalate e seus companheiros. Eles continuam tentando (ler o verso 4). O objetivo era convencer Neemias de suas sérias intenções. Talvez seja fácil recusar uma vez, mas continuar recusando é muito mais difícil. Alguns dos líderes judeus e nobres poderiam ter discordado de Neemias, sentindo que ele estava bloqueando o caminho da paz.

Sambalate de fato pensa da mesma forma. No verso 5 ao 7 nós lemos como ele tenta uma aproximação diferente. É a quinta vez que ele envia, notem bem, a mesma mensagem, mas ele adiciona alguma coisa a mais: ler os versos por inteiro.

O pedido continua o mesmo: vem e conversemos juntos. Mas agora algumas intimidações são adicionadas. “Você quer se revoltar e se tornar rei”. Sambalate não diz que isto seria verdade, mas ele apresenta um certo rumor que estava circulando. Gesen o arábio também confirma este rumor. E se este rumor de uma rebelião atingir ou chegar até o rei da Pérsia, como de fato certamente chegará, Neemias e os judeus estão perdidos.

Nós lemos que esta carta era uma carta aberta. Isto significa que qualquer um poderia lê-la. E ela foi provavelmente lida pelo mensageiro de Sambalate para quem quisesse ouvir. Agora o problema não poderia ser mais privado, entre Sambalate e Neemias; agora todos estão sabendo. O que Sambalate queria era forçar o próprio povo de Neemias a influenciá-lo a ir conversar com eles, pois agora a coisa se tornou pública, e sua posição está cada vez mais ameaçada.

O diabo ama espalhar rumores, não necessariamente acusações abertas e fortes; nem sempre ele também ataca logo a sua integridade e credibilidade, mas muitas vezes levanta sugestões sutis. “entre as gentes se ouviu”. Você deve vir provar para nós que tudo isto não é verdade. Defenda-se contra este tipo de conversa, se não, isto irá chegar até o rei. Sambalate trabalha de um jeito que parece que ele está preocupado com Neemias.

Espalhar rumores, mesmo sem haver uma prova contundente do que está sendo dito, isto é realmente um ataque satânico. Isto é um pecado contra o nono mandamento. O pecado favorito do diabo, pois, como disse o Senhor Jesus Cristo, ele é o pai da mentira. Quantas vezes ele não procurou fazer as pessoas desacreditarem da igreja e de seus membros? Quantas vezes a igreja não foi chamada a prestar contas publicamente daquilo que ela nunca fez nem nunca intentou fazer? É assim que ele age ainda hoje. E quanto estrago estes rumores podem fazer dentro da igreja? Às vezes passamos para os outros as coisas que ouvimos, nós as tornamos publicas, e às vezes nem temos certeza de que o que ouvimos é realmente verdade.

Notem como o diabo faz tudo muito bem feito. Mas novamente Neemias não está impressionado com está situação. Ele os dispensa simplesmente: “de tudo o que dizes, coisa nenhum sucedeu”. Então vem o ataque final. Lemos sobre isto nos versos 10 ao 13. Uma vez que Neemias não pode ser atingido pelas coisas externas, então Satanás tenta atingí-lo pelas coisas internas. Neemias nos conta o que aconteceu quando ele foi à casa de Semaías. Este homem possui um certo mistério sobre a sua pessoa. Pelo fato de Neemias ter ido a casa dele, talvez ele fosse um homem de uma certa influência em Jerusalém, talvez um sacerdote com dons proféticos. Um homem que talvez devesse ser ouvido e que tivesse alguns conselhos. Na bíblia está escrito que este Semaías estava encerrado em sua casa. Alguns comentaristas sugerem que este homem na verdade estava servindo de informante para Tobias e Sambalate, e que ele estava fingindo ser perseguido por estes homens.

Neemias vai até a casa de Semaías falar com ele. Semaías indica ter uma informação de uma conspiração contra a vida de Neemias: eles estão vindo para matar você à noite. A solução dele é: vamos juntamente à casa de Deus (notem o “vamos juntamente”, isto significa que eles corriam o mesmo perigo), e fechemos a porta do templo. Procuremos asilo no templo, ele quer ir à área santa, onde ninguém ousaria entrar. Você estará a salvo Neemias, somente no interior do santuário do templo.

Qualquer pessoa que soubesse que estava correndo risco procuraria ir a este templo, aonde ele estivesse. Ele aceitaria uma ajuda de um homem respeitado em Israel. Porém, mais uma vez Neemias não cai na armadilha. A razão é simples: Semaías pede a Neemias que faça uma coisa que Deus proibia. Somente os sacerdotes poderiam entrar no santuário, e somente debaixo de algumas condições, mas Neemias não era um sacerdote. Você não pode salvar a si mesmo quebrando a lei de Deus! Pecado não é a solução para a salvação. Isto deixou Neemias perceber que havia alguma coisa estranha. Dentro do templo de fato era o lugar mais fácil para ser morto, pois com certeza Sambalate e Tobias não respeitariam a casa santa de Deus. Neemias entendeu: este homem foi contratado para me intimidar, e não somente ele mas outros profetas, como diz o verso 14.

Parece que ninguém quer proteger Neemias, mas ele consegue identificar todas as armadilhas por meio destas falsas pretensões. Ao mesmo tempo, ele sabe que sua posição é precária e que sua vida corre perigo. Parece que não há escapatória. Ele está cercado; ele pode ser assassinado a qualquer momento. Satanás tem colocado Neemias em uma situação isolada, e não há ninguém em quem ele possa confiar. Se todos os lideres em Judá estão comprados, que esperança há?

Agora esta situação não é única. Um ataque sobre o povo de Deus é freqüentemente um ataque direto sobre os seus líderes. O método é simples, típico, e consistente: faça-os ficar em confusão, terem um senso de futilidade; isole-os. Isto é verdade para todos os filhos de Deus: o diabo nos coloca em uma posição que às vezes parece não ter uma escapatória lógica. Então se instala um certo desespero. Podemos tomar medidas para controlar nossas vidas e nada parece ajudar; tudo está em desordem. Perdemos nosso foco e as coisas se tornam fechadas. E começamos a nos fechar cada vez mais, porque cremos que ninguém entenderá nossa situação. Pessoas que nós um dia confiamos passam a se tornar distantes para nós. E como líderes ou membros do povo de Deus nós cessamos de ser produtivos na edificação da igreja. E finalmente desistimos. O diabo então nos derrubou.

Este é o objetivo de Satanás. Ele trabalha a fim de que você deixe de ser um membro vivo da igreja de Cristo. Ele trabalha para que você fique de fora desta vida. Porém Neemias não cai nas ciladas armadas contra ele. Mas sabemos que Neemias de si mesmo não pode fazer nada. Veremos que de fato o que deixou ele de pé foi o Senhor. Pois neste momento nós voltamos nossa mente a Cristo, que conhece satanás melhor do que ninguém, pois ele mesmo passou por todas estas tentações e decepções e nunca uma vez tropeçou em seus mandamentos, para a glória de Deus e pelo povo de Deus. Ele veio para enfrentar o diabo, para desmascarar suas mentiras por meio da verdade da palavra de Deus. E quando finalmente ele foi traído, abandonado e condenado, continuou a crer em seu pai celeste, porque ele sabia: meus caminhos são justos diante de Deus. Sim, ninguém conhece o diabo melhor do que Cristo. Devemos encontrar conforto para nós nisto. Pois quem sabe o que precisamos para enfrentar o diabo senão Cristo? Somente ele pode nos capacitar a perseverar na fé.

2. A única maneira por meio da perseverança fiel

Eu quero gastar algumas palavras sobre a fiel perseverança de Neemias. Ele não aceitou o convite de ir até o vale de Ono para consultar Sambalate e Tobias. O vale de Ono foi escolhido pois parece ser um território neutro; os judeus e os vizinhos daquela área viviam em paz. Mas Neemias percebe um certo cheiro de armadilha. Ele sabe até onde os seus inimigos iriam para impedir a construção do muro. Mas notem, Neemias não os acusa de nenhum má intenção. Ele simplesmente diz: estou ocupado! Eu estou trabalhando em um grande projeto e não tenho tempo e oportunidade para conversar. Esta obra vem primeiro! Ela é prioritária.

Realmente, nunca se importe com os motivos e os planos dos outros. Nós temos nossas próprias prioridades no reino de Deus. Ao invés de ficar insultando os outros, simplesmente diga: estou envolvido na obra de Deus. O mundo não deve ditar as normas para a nossa vida, mas, sim, o Senhor. Sambalate e Tobias poderiam vir a Jerusalém para conversar se desejassem, mas Neemias não tem tempo a perder com seus compatriotas. Ou seja: desculpe, a obra de Deus vem primeiro.

Mantenha as suas prioridades. Não fique em dúvida por causa do mundo. Não deixe os assuntos do mundo determinarem sua agenda. Neemias não está se gabando quando diz: estou fazendo uma grande obra. Ele simplesmente está indicando: esta é minha responsabilidade. A obra de Deus é grande e por isto vem primeiro. Eu devo manter minha mente ligada naquilo a que fui chamado para ser e fazer, o resto realmente é menor ou não tem importância.

E saiba que eles podem tentar influenciar por meio de outros, tentando levantar coisas públicas contra você, mas mesmo assim se mantenha – fazendo o que você foi chamado para fazer. A resposta a esta carta aberta é simples e vai direto ao ponto. Não seja intimidado. Eles podem dizer todo o tipo de coisas ruins contra você. Mas quem pode se defender de um rumor? Você somente pode afastar um rumor continuando a fazer o que é correto fazer. A bíblia nos diz isto em Eclesiastes: não preste atenção a todas as coisas que dizem de você; somente faça a coisa certa, e será provado que o rumor é uma mentira e ele desaparecerá. Às vezes podemos passar tanto tempo defendendo a nós mesmos que dificilmente nos envolveríamos na obra do Senhor. Deixe o Senhor defender você. Nesta fé continue a fazer o que ele te chamou para fazer. Os cristãos que ficam muito preocupados com sua reputação facilmente se distrairão de sua real tarefa.

Realmente, quanto mais nos preocupamos com o que os outros dizem, menos fazemos. Neemias nos diz isto no verso 9: ler o verso 9 todo. Lembre-se, o diabo quer você longe da obra de Deus. E ele vai usar muitas coisas para nos distrair do nosso real propósito nesta vida. Pergunte-se constantemente: qual a minha real tarefa aqui? O que eu suponho estar fazendo? O que Deus tem revelado em sua palavra sobre este assunto? Não se preocupe com o que os outros dizem e planejam, apenas se mantenha olhando o que Deus tem dito e determinado.

E se houver momento de ansiedade e temor, procure seu conforto na oração. Verso 9 de novo. Aqui temos mais uma oração rápida que caracteriza a vida de Neemias e seu ministério. Não pense por um momento que Neemias era um super-homem que não sentia medo ou coisa alguma. Ele conhecia o medo e a ansiedade. Quando a carta aberta chegou Neemias estava transtornado e fraco. Mas o que ele faz? Ele dobra os seus joelhos e diz: agora, pois, ó Deus, fortalece as minhas mãos. Agora! Eu não posso manusear isto com minhas próprias mãos. Há uma urgência aqui, nesta oração espontânea: Senhor, sempre, mas, especialmente agora, eu preciso de sua ajuda, nesta situação especifica! A carta aberta guiou Neemias a uma rápida e intensiva oração pessoal.

Oração é sempre exigida na vida do Cristão, mas especialmente quando há momentos de tensão e adversidade. Agora, nesta necessidade concreta, fortalece as minhas mãos. Não, “Senhor resolva os meus problemas para mim”, mas, “Senhor ajude-me a fazer a coisa certa. Eu sei o que fazer mas me dá forças”. Este é o estilo de Neemias, porque este é o estilo de Jesus Cristo, o grande edificador da igreja. Ele era o filho de Deus, mesmo na carne, mas quando pressionado e cercado por inimigos, mesmo de pessoas de seu próprio círculo, ele acreditou em Deus e orou. Como Jesus orou? Pai fortalece as minhas mãos. Os edificadores da igreja seguem Jesus neste aspecto. Nós vivemos e trabalhamos na total dependência e fé no Senhor, ou nos tornaremos improdutivos. Para a edificação da igreja, a promoção do reino de Deus, em casa, em público, somente podemos trabalhar na força do Senhor.

E então é notável o que pode ser feito. É maravilhoso como o Senhor guia você e lhe dá discernimento. Neemias não sabia que Semaías era um dos conspiradores. Mas quando Semaías veio com o plano de se esconder no templo, Neemias percebeu com quem ele estava tratando. Verso 12: ler o verso 12. Neemias sabia que um servo de Deus não dá conselho contrário à palavra de Deus.

Ele diz a Semaías: homem como eu fugiria? Um homem como eu: se o pastor abandonar as ovelhas, aonde as ovelhas irão? Me esconder no templo? Forçaria eu a mão de Deus? Não, Semaías, Deus está ao meu redor, e eu estou sempre protegido com os seus cuidados. Esconder-me no templo levaria a insultar a Deus. Devo me fortalecer na força do Senhor, aberta e publicamente.

Bem, os judeus nobres estavam amedrontados e mantinham comunicação com os seus inimigos (versos 17 ao 19). Eles tentavam influenciar Neemias contando das boas obras de Tobias. Enquanto isto eles diziam a Tobias as palavras de Neemias. Que situação para trabalhar. Quem poderia se manter trabalhando?

Neemias sofreu debaixo de tudo isto, veja sua oração no verso 14: ler o verso 14. Não há pensamentos de uma vingança pessoal, ele pede que o Senhor defenda seus filhos que perseveram fielmente.

E o milagre? Há um milagre aqui, você sabe. Humanamente falando, o muro e os portões nunca seriam terminados. Os obstáculos eram grandes. Mas Neemias relata (verso 15 e 16, ler estes versos). A obra está completa. E em um tempo recorde. O povo de Deus pode fazer muita coisa quando trabalha na força do Senhor. E eles experimentam os resultados não como vindo da obra deles, mas como um milagre do Senhor.

Por que pensamos assim? Porque a obra foi feita com a ajuda do Senhor. Está é a base para a obra. Edificação da igreja no nosso tempo é nossa responsabilidade. Deus deixa esta tarefa sobre nós. Mas fazemos isto com sua ajuda. É por isto que a obra é terminada. Depois de tudo, ainda assim não é nossa igreja, mas a igreja de Cristo. Ele é o fundamento e aquele que termina tudo. O que fazemos, fazemos por meio dele. Então a glória pertence a Deus, apesar do esforço que aplicamos.

Isto é a vida cristã em resumo. Trabalho duro. Mantendo os olhos fitos no Senhor. Mantendo as prioridades. Perseverando na fé. Orando humildemente, sempre. Pois ele edifica através dos esforços de seu povo. Sua força se torna evidente na fraqueza do seu povo. Por quê? Para que ele receba em Cristo toda a glória.

Amém.

___________________________________________________________________________________________________

* Exceto onde o contrário esteja explícito, todos os conteúdos deste site estão licenciados sob uma Licença Creative Commons “Atribuição – Não Comercial – Sem Derivados 3.0 Não Adaptada“.

Compartilhe!

Pr. Clarence Stam

17 de setembro de 1948 - 1 de janeiro de 2016.

Deixe um Comentário