Pregação preparada pelo Pr. Kenneth Wieske

Leitura: Gênesis 06.09 – 07.23

Texto: Gênesis 06.09 – 07.23

Amados em nosso Senhor Jesus Cristo,

No primeiro capítulo da Bíblia encontramos o relato da criação do céu e da terra. E no sexto capítulo, apenas alguns capítulos depois, já nos deparamos com o relato da destruição desta criação! Que coisa impressionante! É impressionante isto ter acontecido e de forma tão rápida. Só 5 capítulos depois do relato de que Deus criou tudo “muito bom”, chegamos no capítulo 6 e 7 onde parece que a obra de Deus nessa terra é um grande fracasso. Deus criou o mundo com o plano de ver a terra cheia de pessoas que glorificam Seu nome, mas  parece que este plano não deu em nada.

Mas será que alguém ou algo consegue acabar com os planos de Deus? Será que a rebeldia do homem e os ataques do inimigo vão conseguir acabar com o plano de Deus? De forma alguma! Nestes capítulos que falam da destruição dos seres viventes, podemos ver que Deus está mantendo-se fiel às suas promessas e está executando seu plano soberano. Lembrem-se de que Deus prometeu em Gênesis 3.15 a Adão e Eva que Ele iria manter para sempre a descendência da mulher — os fiéis —, e daquela descendência iria nascer o salvador do mundo. Nestes capítulos que falam do Dilúvio podemos ver Deus sendo fiel a esta promessa.

Eu proclamo o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, neste texto com o seguinte tema:

Nosso Deus usa Noé para preparar a salvação deste mundo perdido.

Nós vamos ver três coisas em nosso texto:

  1. A corrupção deste mundo
  2. A obediência de Noé
  3. A salvação de Deus

Então, em primeiro lugar, vamos ver a corrupção deste mundo. Se pensamos que o pecado realmente não é tão sério, se achamos que o pecado é algo sem importância nós mudaremos de opinião quando virmos quão rapidamente as conseqüências da Queda se espalharam neste mundo. No primeiro capítulo depois da Queda, vemos várias conseqüências da rebelião de Adão e Eva.

Em primeiro lugar as conseqüências passivas, pois o homem começa a sofrer por causa da Queda. O homem sofre a morte em todos os sentidos. Por exemplo, ele sofre a morte no relacionamento destruído pelo pecado: vejam o exemplo de Caim e Abel.  Ele sofre também a morte em relação à terra, e finalmente ele também sofre a morte física. Vocês se lembram da genealogia do capítulo 5 onde encontramos aquele refrão maldito, horrível e triste: “e morreu, e morreu, e morreu”. Então estes capítulos mostram claramente as conseqüências passivas, o homem recebendo as conseqüências do pecado.

Mas, além disso, tem mais, também têm as conseqüências ativas, porque o homem não somente colheu o resultado desastroso e miserável do primeiro pecado, mas também está correndo ativamente para se entregar à maldade, para buscar o pecado, para buscar a maldição. Vemos que isso chegou a uma situação tão seria que até os próprios filhos de Deus estavam desrespeitando a separação que Deus tinha colocado entre o mundo, e a igreja, entre a descendência da serpente e a descendência da mulher. Nós ouvimos na última pregação em Gênesis que no início do capítulo 6 a igreja, os fiéis, estão se casando com os infiéis, com incrédulos.  Quando a igreja se mistura com o mundo, isso tem conseqüências terríveis para toda a criação (ler Gn. 6.5); e continuando no verso 11, esta é a triste situação.

Alguns capítulos depois do relato da criação do céu e da terra, temos a seguinte pergunta: Como Deus vai reagir? Ele não disse sete vezes que a sua criação era boa, era boa, boa, era muito boa? O homem está estragando tudo.  O homem que Ele havia criado bom e à Sua imagem, para buscar a glória do nome de Deus, este mesmo homem está agora procurando fazer o contrario, o oposto, procurando fazer continuamente o mal e desta forma glorificando o diabo. Mas qual será a reação de Deus?

Nós veremos em nosso texto que Deus reage de duas formas. Ele tem duas reações ao mesmo tempo. Em primeiro lugar, ele reage com ira e juízo. Isto é muito importante para entendermos o texto. Porque vemos muitas pessoas hoje em dia que olham para o estado do nosso mundo e vêem toda maldade toda violência toda tristeza e miséria, e reclamam contra Deus e dizem: Por que Deus não faz nada? Porque Ele tolera esta violência? Mas o Deus da Bíblia não é assim! Quando lemos os capítulos 6 e 7 de Gênesis, vemos que de forma alguma Deus tolera a miséria, a violência e a maldade. De fato Ele se ira tão profundamente que chegou ao ponto de destruir completamente o que a pouco tempo atrás havia criado e declarado: “É muito bom!”.

Irmãos, é impressionante quando lemos estes capítulos e vemos quantas vezes Deus fala sobre o seu propósito de destruir, de acabar e de matar (ler Gn. 6.7, 13, 17 e Gn. 7.4). Estas palavras não são palavras vazias! Não são ameaças ocas como às vezes nós como pais fazemos aos nossos filhos, repetindo ameaças que no fundo não pretendemos cumprir. Mas tudo o que Deus falou nos capítulos 6 e 7 Ele cumpriu (ler 7.23). Eu poderia citar muitos outros versículos nestes capítulos, porém este é suficiente para nos mostrar claramente que Deus não tolera a maldade, a violência e o pecado mas Ele vem com juízo e acaba tanto com o pecado quanto com o pecador.

Deus é assim! Ainda hoje! Não somente na época de Noé. Deus é assim! Ele é imutável, não muda! Devemos saber e crer que Deus vem com juízo, que Ele vai julgar os vivos e os mortos! Mas Deus também tem outra reação. Graças a Deus que a Sua reação de ira, ódio e juízo contra o pecado e o pecador não é a Sua única reação!

A segunda reação que podemos ver em nosso texto é uma reação de graça e de misericórdia. Vemos Deus sendo fiel às suas promessas (ler 6.18).  A palavra usada aqui no verso 18, “estabelecerei”, no hebraico pode significar não somente estabelecer pela primeira vez, mas também, manter ou guardar.  Deus está dizendo a Noé neste verso 18, não que Ele vai começar a dar promessas e entrar em aliança com Noé, mas Deus está dizendo a Noé: por meio de você eu vou estabelecer, manter, providenciar a preservação da minha Aliança. Qual Aliança? A Aliança que fez com Adão e Eva, de preservar uma descendência de onde nasceria o Salvador. Vocês se lembram da promessa de Gênesis 3.15? Então, aqui Deus está prometendo que Ele não vai se esquecer desta promessa. E isto é muito importante! Porque Gênesis 5, 6 e 7 não falam sobre um homem, que dentre toda a raça humana, conseguiu por seu próprio esforço ser uma pessoa tão boazinha que até chegou a agradar a Deus. De fato esses capítulos falam não em primeiro lugar sobre a fidelidade de Noé, mas em primeiro lugar sobre a fidelidade de Deus! Noé foi preservado, não por causa dele, mas por causa da fidelidade de Deus.  A salvação do mundo está pendurada por um fio. Porque se Deus matasse todos os seres viventes da terra, o Salvador não nasceria conforme a  promessa de Gênesis 3.15 e o plano de Deus de ver a terra cheia de filhos e filhas da luz iria por água abaixo.

Isto é importante porque quando vemos a obediência e a fidelidade de Noé devemos lembrar que ele era íntegro e justo (Gn. 6.9) por causa da graça de Deus em sua vida. Aprendemos isto na outra pregação.  Somente a graça de Deus pode explicar o fato que um homem, só um homem de toda a população da terra andava com Deus.  Mas não devemos pensar que Noé em si mesmo e por si mesmo era bom, íntegro e justo.  Foi a graça de Deus! A Bíblia até nos relata que uma das primeiras coisas que Noé fez depois do Dilúvio foi ficar bêbado. Então a Bíblia mostra claramente que Noé não era justo e íntegro em si mesmo. Noé não era um homem tão santo e tão perfeito que Deus ficou tão impressionado com ele que Deus disse: eu não posso destruir este homem; ele é perfeito demais.  Não é isso! Noé é salvo porque Deus é fiel e quis manter um remanescente. Deus quer manter a linha da descendência da mulher. Então Ele derrama sua graça na vida de Noé (verso oito do capítulo seis: Noé achou graça diante do Senhor). Qual é o resultado da graça de Deus na vida de Noé? Verso 9: Noé era homem justo e íntegro entre seus contemporâneos. Quando Deus derrama sua graça em sua vida você vai se destacar no meio de uma geração perversa.

Tem pessoas que pensam que pregar a graça é algo perigoso, porque pensam que crendo somente na graça o crente vai se entregar a uma vida relaxada, descuidada e ímpia. Muitos pensam que crer na salvação somente pela graça é crer que não precisamos viver uma vida santa, mas é exatamente o contrario! Assim como uma árvore boa só pode produzir frutos bons, da mesma forma uma pessoa sobre a qual  Deus derramou sua graça só pode ser justo é integro! E nós vemos isso na vida de Noé! Vemos que a graça de Deus tem a seguinte conseqüência: Noé procura viver conforme a vontade de Deus em todas as coisas. Vocês ouviram no texto que lemos.  De uma forma repetida relata que Noé fazia conforme Deus lhe ordenava (ler Gn 6.22). Várias vezes a Bíblia enfatiza a fidelidade e a obediência de Noé e isto é muito importante, porque a marca de um verdadeiro filho de Deus não é o quanto ele pode impressionar outras pessoas com sua religiosidade; a marca de um verdadeiro filho de Deus é uma obediência sincera, profunda e radical. Uma obediência radical a toda vontade de Deus. E Noé é um exemplo ambulante daquilo que o Senhor Jesus Cristo ensinou muitos anos depois: aquele que me ama, guarda os meus mandamentos. Nós não vemos Noé chamando a atenção para si mesmo e falando muito, vemos Noé cumprindo fielmente a palavra de Deus no lugar onde Deus o colocou. E cumprindo o que Deus o chamou para fazer. Vemos o cuidado profundo da parte de Noé em fazer tudo conforme a palavra do Senhor ao preparar aquela arca exatamente conforme o que Deus disse. Para os seus vizinhos ele era louco! Para os ímpios era uma loucura construir uma arca enorme, um barco enorme num lugar onde realmente seria muito difícil precisar de tal barco. Não devemos subestimar a dificuldade que era para Noé, todos os dias se levantar e chamar seus filhos para ir trabalhar na construção daquele navio gigantesco quando todo mundo estava xingando, zombado e dizendo: Agora Noé enlouqueceu de vez!

Irmãos, era um desafio para Noé continuar enquanto o mundo ao seu redor estava se entregando às festas, às suas cobiças, aos seus pecados e vivendo de uma forma imunda. Era um desafio para Noé cumprir a palavra de Deus em meio a tudo isto, parecia loucura. De onde vem uma tal obediência, de onde vem o poder para ser fiel em tal circunstância? Irmãos, é fácil ser fiel quando estamos no meio de muitas pessoas que estão fazendo a mesma coisa e vivendo do mesmo jeito, mas quando estamos em meio ao mundo, com familiares que são incrédulos, com colegas que são ímpios, é muito difícil. De onde vem a força para cumprimos a palavra de Deus com cuidado e fidelidade? Encontramos as respostas a estas perguntas no capítulo 11 da carta aos Hebreus (ler Hebreus 11.7).  É pela fé!  E de onde vem a fé? Paulo nos mostra (ler Efésios 2.8, 9).  A fé vem de Deus!  A fé que Deus concede, este é o segredo de Noé! Ele consegue ser fiel, ele consegue ser obediente no meio de uma geração perversa por causa da fé que é um dom de Deus. A fonte da obediência é a fé que é um dom de Deus, e qual é o resultado desta obediência? Podemos ver dois resultados, duas conseqüências:

Primeiro, vemos em Hebreus 11.7, que ele construiu a arca para salvação de sua casa. Esta é a primeira conseqüência. Quando, pela fé, vivemos em fidelidade e cumprimos a Palavra Deus no lugar onde Ele nos colocou, Deus abençoa esta fidelidade para a nossa salvação. Deus usa nossa fidelidade para desenvolver a salvação que Ele nos deu. Mas tem outra conseqüência, outro resultado:

Segundo, o que é para nossa salvação é, ao mesmo tempo, para condenação do incrédulo! Isto é importante. Vamos ler 2 Pedro 2.5, 6.  A Bíblia diz que Noé era pregador de justiça.  Como? Como ele era pregador de justiça? Já aprendemos pela Palavra de Deus que Noé não andava por todos os cantos falando, falando e falando, mas ele se acordava é ia trabalhar na construção da arca como Deus havia ordenado. Esta era a pregação de Noé! A pregação de Noé era sua vida de fidelidade e dedicação ao Senhor. E esta pregação de Noé era para a salvação da sua casa e para a condenação do mundo incrédulo. Noé não falava em primeiro lugar, Noé obedecia em primeiro lugar.  OBEDIÊNCIA é a palavra chave da vida do crente que anda com Deus.

Vocês se lembram de Jesus julgando aqueles que dizem Senhor, Senhor, realizamos milagres em teu nome, fizemos coisas impressionantes e espetaculares, nós merecemos entrar no céu!  E Jesus diz: Eu não conheço vocês, vão para o inferno! Aqueles que cumprem a minha palavra são aqueles que me amam e pertencem a mim. Então Noé era pregador de justiça por meio da sua vida de obediência em primeiro lugar! Ele pregou a justiça de Deus.

Terceiro, isto nos leva ao último ponto do nosso texto, que é a salvação de Deus. Nós ouvimos sobre a corrupção do mundo, sobre a obediência de Noé e agora em ultimo lugar, sobre a salvação de Deus.

Ao lermos estes capítulos 6 e 7, é importante vermos o que eles ensinam com respeito a salvação de Deus.  A primeira coisa que devemos entender é que a salvação tem a ver com uma escolha. Deus não salva de uma forma aleatória, mas Deus escolheu Noé. Não foi um outro homem, não foi uma outra pessoa, mas foi Noé, exatamente Noé e sua casa. Deus escolheu salvar este homem junto com sua família soberanamente. Por quê? Porque Noé fazia parte daquela linha da descendência da mulher. Esta foi a escolha de Deus, a escolha soberana. Mas a escolha de Deus tem dois aspectos. Quando Deus escolhe um homem para a salvação, Ele está ao mesmo tempo rejeitando outro. Agora, isto vai de encontro a nossa natureza humana. Até mesmo nós que amamos a fé bíblica, e que recebemos com humildade o ensino da Palavra de que Deus é soberano, temos dificuldade de aceitar isso, por natureza não podemos aceitar isso, mas é isso que a Bíblia ensina. Quando Deus escolheu Noé ao mesmo tempo Ele rejeitou toda a população deste mundo. Também significa que há juízo. A salvação é a salvação do juízo, da ira terrível de Deus contra nós e contra os nossos pecados. Para aqueles que andam pela fé é salvação enquanto que ao mesmo tempo é juízo e terror para aqueles que não andam com Deus. Não podemos evitar ou negar esta verdade! O juízo, não somente mostra que a salvação tem a ver com a escolha soberana de Deus, mas também que o juízo nestes capítulos é apresentado como um fato real. Isto é importante para vocês que estudam numa escola onde professores descrentes (e até muitas vezes crentes!) estão ensinando que o mundo não foi criado em seis dias, como a Bíblia diz, que o Dilúvio é apenas uma lenda que alguém inventou. Mas a Bíblia não fala assim.  A Bíblia fala que o Dilúvio é um evento histórico, um evento que aconteceu realmente. Vamos ler Gênesis 7.11, prestem atenção ao que o Espírito Santo colocou aqui no texto. Tem o ano, tem o mês, tem o dia do mês, só falta a hora! Temos aqui um registro histórico, um fato e não uma lenda! Por isso é importante para os nossos filhos saber que o Dilúvio é um registro de que Deus de fato julga, julga o pecado e o pecador. Quando há pecado, violência e rebeldia Ele vem para julgar e destruir!

Uma terceira coisa que devemos aprender com respeito a salvação de Deus é que a salvação não é apenas e somente para Noé, mas é também para a família de Noé. Isto é importante. Vamos ler Gênesis 6.18 e depois o capitulo 7.1. Nós vivemos num mundo individualista, vivemos numa época quando ninguém pensa nos outros nem na família, mas todo mundo age e pensa de uma forma individualista, e o que é pior do que isso é que muitas vezes nós pensamos que Deus é assim também, mas não é. De Gênesis a Apocalipse, Deus se manifesta como o Deus que age por meio das gerações. Deus é o Deus da Aliança com os pais e com os filhos. Todo domingo ouvimos no segundo mandamento que Deus vem com juízo e julgamento até a terceira e quarta geração daqueles que lhe odeiam, mas ele vem com misericórdia até mil gerações daqueles que lhe amam e guardam os seus mandamentos. Deus trabalha por meio das gerações e isso deve ser um conforto para nós, se nossos filhos ainda não crêem ou até se nós temos uma esposa que não é crente, devemos orar e rogar a Deus: Deus… tu és o Deus da Aliança, tu és o Deus que trabalha por meio da família, das gerações. Tenha misericórdia de nosso filho, tenha misericórdia dos meus pais, da minha esposa ou do meu marido descrente…

Deus é o Deus da aliança e a Sua salvação não é apenas para Noé e sua casa mas para o mundo porque a única razão para Deus manter Noé vivo com sua família é porque Deus quer manter a sua promessa de que um dia Jesus vai nascer.  Noé juntamente com a sua família ficou boiando nas águas do Dilúvio, e ali naquela arca temos a garantia desta promessa de Deus, a promessa de que um dia Jesus iria morrer na cruz para salvar e resgatar muitos filhos das trevas e transformá-los em filhos da luz.

Irmãos, a Bíblia diz que estamos vivendo hoje os dias de Noé. Jesus, no capítulo dezessete de Lucas, fala sobre os dias de Noé (ler Lucas 17.26 e 27).  Estamos vivendo hoje em dia a mesma situação que Noé experimentou e viveu. Quando Noé estava construindo a arca, em vez de se misturar com o mundo, todo mundo achava que ele era louco. Que gasto de tempo, que vida chata, e hoje em dia ouvimos a mesma coisa quando nos esforçamos para nos afastarmos e nos separarmos do mundo. Nossos vizinhos, colegas de escola e até familiares estão dizendo: Temos tão poucos anos de vida nesta terra e você vai perder tempo com negócio de igreja, e evangelho e crente? Assim como a arca de Noé parecia muito desnecessária até que chegou o dia do Dilúvio, assim também a igreja e o evangelho parecem coisas desnecessárias para o mundo até o dia quando os céus se abrirem e Jesus descer para julgar os vivos e os mortos, aí naquele dia eles enxergarão a importância da igreja de Cristo. Porque na arca havia salvação e fora da arca morte, da mesma forma na igreja, no corpo de Cristo há vida, há salvação, há proteção da ira de Deus, mas fora da igreja só há morte.  Não há salvação fora da igreja. Quando Jesus voltar para julgar os vivos e o os mortos todos aqueles que estão fora de Jesus Cristo, que não fazem parte dele pela fé, não vão ter nenhum abrigo da ira de Deus, irão pedir que os montes caiam sobre eles, vão procurar abrigo para se esconderem, mas não vão achar abrigo para escapar do terrível castigo e juízo e da terrível ira de Deus contra o pecado.  Somente aqueles que se abrigam, que se escondem no Senhor Jesus Cristo terão salvação e vida.

Isso tem conseqüências importantes para nós.  Fazer parte de Cristo pela fé e termos uma ligação viva com Ele é a única maneira de termos a salvação. E a verdadeira fé tem conseqüências, e a conseqüência da verdadeira fé é a obediência aos mandamentos de Jesus. Isso é importante para nós nesta pequena congregação. Como podemos construir a arca? Como Noé devemos trabalhar para promover o crescimento da igreja e chamar mais pecadores para fazer parte da Igreja de Cristo. Mas como? Temos duas opções, fazer tudo segundo a nossa imaginação pesando que vai dar mais resultado ou fazer tudo segundo o que Deus ordena.  Fazer segundo a imaginação do homem pode dar mais pessoas e mais resultado a curto prazo, mas somente com obediência e fidelidade a Deus vai dar resultado eterno. Imagine Noé construindo a arca seguindo sua imaginação, imagine ele dizendo: Deus falou assim: coloque a porta aqui e a janela ali, mas eu vou mudar um pouco, eu vou colocar isto aqui e tirar uma parte do teto para ficar mais ventilado, eu vou colocar mais uma janela aqui, mais uma porta ali… Deus mandou colocar betume mas eu acho que vai ficar feio e vai dar muito trabalho, é melhor eu fazer de outro jeito… O que teria acontecido? Se Noé construísse a arca conforme a sua imaginação, no dia do Dilúvio ele e sua família teriam naufragado junto com o mundo! Brincando com as coisas de Deus, brincado com a igreja e fazendo as coisas conforme  nossa imaginação estamos brincando com a salvação do mundo, estamos brincando com a nossa vida e com a vida daqueles que estamos evangelizando. Quando a igreja se entrega a sua própria imaginação, ela coloca em perigo, a salvação do pecador, mas Deus usa nossa obediência, nossa fidelidade, nossa humildade mesmo no meio da aflição para providenciar a salvação para este mundo.

O mundo e a falsa igreja estão zombando de nós talvez por sermos um grupo pequeno mas Deus abençoa e usa nossa fidelidade para ser uma pregação de justiça e um dia nossa fidelidade, nossa vida de compromisso radical, nossa vida de obediência, nossa vida de santidade, será um testemunho que vai condenar o mundo, vai condenar aqueles que presenciaram por muitos anos essa fidelidade mas nunca quiseram crer no Senhor Jesus Cristo. Nossa salvação é pela fé, talvez hoje possa parecer que não faz muita diferença fazer parte de Jesus e da Sua igreja e por isso o mundo e a falsa igreja está zombado de nós como zombava de Noé, mas o dia vai chegar e nós vamos ver o que agora estamos esperando, o dia vai chegar em que, como Deus fechou a porta da arca para ninguém mais entrar, o dia vai chegar em que Deus vai fechar a porta da igreja e ninguém mais poderá entrar. Jesus vai chamar os seus fiéis, a sua igreja para subir para se encontrar com Ele nas nuvens. Jesus vai nos dar uma terra renovada, uma terra perfeita, uma nova criação, um novo céu e uma terra e Ele vai enxugar dos nossos olhos toda lágrima, não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor, pois as primeiras coisas passaram. Naquele dia todos os homens irão reconhecer e confessar que Jesus é o Senhor, porém será tarde demais.  Mas hoje, hoje ainda há tempo, hoje, a Bíblia diz, é o dia da salvação; hoje, Deus ainda está tolerando este mundo perverso, ainda está tolerando a miséria e a violência que enche esta terra, por quê? Por que Ele não tem poder para acabar com tudo isso? Não! Deus tem poder para tudo. Por que ele ama o pecador? Não! Porque Ele é um Deus gracioso, bondoso e misericordioso! Deus está chamando o pecador, arrependa-se e creia no evangelho! Busque Jesus, corra para  aquela arca que é a igreja, corra para a única esperança que tem na vida e na morte, que é fazer parte de Jesus! A única esperança para a sua esposa descrente, a única esperança para seus pais descrentes, a única esperança para nossos familiares descrentes, a única esperança para nossos amigos e  colegas e vizinhos descrentes, a única esperança para você é fazer parte de Jesus Cristo pela fé. E é na igreja, debaixo da pregação, que você recebe o ensino necessário para buscar Jesus. Irmãos, sendo fiéis como Noé foi fiel, sendo fiéis a tudo que Deus tem ordenado, um dia vamos ouvir a voz do nosso mestre dizendo: Muito bem servo bom e fiel, fizeste tudo como Deus te ordenou, entra na alegria do teu Senhor!

Amém.

___________________________________________________________________________________________________

* Exceto onde o contrário esteja explícito, todos os conteúdos deste site estão licenciados sob uma Licença Creative Commons “Atribuição – Não Comercial – Sem Derivados 3.0 Não Adaptada“.

Compartilhe!

Pr. Kenneth Wieske

Pastor da Igreja Reformada em Surrey, Colômbia Britânica. Desde 2000, serve as Igrejas Reformadas do Brasil como plantador de igrejas. B.A. McMaster University, M.Div. Theological College of the Canadian Reformed Churches. Estudos em línguas originais no Institut Farel de L´Église Réformée du Québec.

Deixe um Comentário