Pregação preparada pelo Pr. Manoel Luís Ferreira

Leitura: Filipenses 04:10-20

Texto: Filipenses 04:10-13

INTRODUÇÃO:

Amados irmãos no SENHOR Jesus Cristo!

O apóstolo Paulo, depois que foi convertido por Jesus Cristo, passou pelas situações mais difíceis que podemos e não podemos imaginar. Paulo foi preso e levou uma pisa na cadeia, foi apedrejado e dado como morto, Paulo sofreu quando o navio no qual ele estava como prisioneiro naufragou. Paulo experimentou das mais adversas situações. Contudo, apesar de haver ele passado por tudo isto, Paulo não estava triste, arrasado, achando que nada tinha valor e que a sua vida era uma desgraça total. Não, Paulo não pensava assim! Apesar das muitas privações pelas quais ele passou e passava. Irmãos, Paulo escreve à Igreja em Filipos, com entusiasmo, com um gozo muito grande no seu coração por tudo que ele havia recebido de Jesus Cristo através desta Igreja, mas acima de tudo isto Paulo está demonstrando muita gratidão e alegria ao Senhor pelos Filipenses. Vejam bem as palavras do apóstolo Paulo: “Alegrei-me, sobremaneira, no Senhor porque, agora, uma vez mais, renovastes a meu favor o vosso cuidado; o qual também já tínheis antes, mas vos faltava oportunidade”. Sabe irmãos, é interessante notarmos bem o que Paulo coloca aqui, pois ele diz: “Alegrei-me, sobremaneira…”. Em quem ou em que Paulo havia alegrado-se de uma maneira imensa, de uma maneira muito grande? Paulo não alegrou-se primeiramente na Igreja que estava em Filipos, mas no Senhor da Igreja em Filipos. Com isto Paulo mostra mais uma vez que o Senhor é a supremacia de sua vida e assim deve ser a nossa também, sem, contudo, importar-se a situação pela qual estejamos passando. Paulo recebera uma ajuda significativa da Igreja em Filipos. Isto quer dizer que ele estava em uma situação muito difícil, em uma condição precária! Momento este por demais oportuno para alguém rebelar-se contra o seu Senhor. Mas Paulo não, ele continuou em:

Tema: Uma firmeza incondicional no Senhor

E esta firmeza incondicional no SENHOR dar-se na vida de Paulo:

  • 1. Em uma condição fincanceira precária (Verso 11)
  • 2. Em uma condição humilhante ou de honradez (Verso 12)
  • 3. Em uma condição defortalecimento por parte do Senhor (Verso 13)

1. Em uma condição fincanceira precária (Verso 11)

Prestem bem atenção nas palavras do apóstolo Paulo no versículo 11: “Digo isto, não por causa da pobreza, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação”. Irmãos, o que Paulo está afirmando aqui? Paulo, diferentemente do pensamento corrente, comum em nossa sociedade, por influências estranhas à Palavra de Deus de grupos interesseiros e maus intencionados, Paulo está afirmando aqui que ele é pobre, financeiramente falando, que ele tem carências de alguns bens matérias que são essências. Esta afirmação de Paulo: “Digo isto, não por causa da pobreza,…” Isto é, de sua própria pobreza! É por demais estranha, esta afirmação de Paulo, de que um servo sincero do SENHOR possa ser pobre, é estranha ao pensamento corriqueiro, popularizado na sociedade mal influenciada e tão materialista na qual vivemos. Por causa desta sociedade, hoje nós somos etiquetados, rotulados pelo que temos e pelo que não temos. Os níveis das classes sociais no Brasil, definem os lugares a ser freqüentados, as roupas a serem vestidas, como se isto fosse a coisa mais importante do mundo. O querer viver como a sociedade em geral e dar ouvidos a outros segmentos, tem promovido um sentimento em muitos, quanto a luta pela mudança da condição social a qualquer preço, visto que, se estar estampado, rotulado em muitos segmentos, que crente não pode sofrer, crente não pode ser pobre. Claro que as Escrituras de modo algum se posicionam contrárias à luta pelo estudo ou pela estabilidade financeira, mas desde que nossas intenções para alcançar esta posição não sejam unicamente afim de satisfazer a expectativa de uma sociedade que exclui os de condição mais humilde ou o nosso próprio desejo egoísta de ter. Veja o exemplo de Jesus Cristo irmãos; Cristo vivia numa cultura Judaico-Romana, onde a riqueza era trampolim para se alcançar muitos favores e posições. Ele recusou a oferta de satanás na tentação do deserto de receber honras, riquezas e glórias, e assim pronunciou-se a respeito: “Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele servirás” (Lucas 4). Em outras palavras Jesus estava dizendo: Vivo para alcançar e cumprir as expectativas de Deus e não a dos homens. Com isto Jesus estava deixando claro: Não é importante ser pobre ou rico, o importante mesmo é viver para glória de Deus somente!

Irmãos, a maneira de Deus ver às coisas é totalmente diferente de nós! Deus, em nenhum versículo da Bíblia observa a posição de uma pessoa para beneficia-la. Deus mesmo declarou isto ao profeta Samuel: “O Senhor não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o Senhor, o coração” ( I Samuel 16: 7 ). O cristianismo diz que você pode chegar a mais elevada posição, mas se suas motivações não forem à glória de Deus, para nada servirão. A fé em Deus é incondicional, porque não importa para Deus a nossa posição social. Nossa condição social não determina nossa condição espiritual. Antes de tudo, Deus deve ser a motivação de nossos esforços, a vida eterna o alvo a ser atingido e os braços de Cristo nosso descanso sen fim, para assim, alcançarmos o padrão de vermos sem distinção nenhuma, a condição de humilhação e de honra na nossa vida e na vida do nosso semelhante.

2. Em uma condição humilhante ou de honradez (Verso 12)

Vejam com bastante cuidado o que Paulo nos diz no versículo 12: “Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez”. Talvez você nunca haja sentido falta de nada em sua vida, talvez você nunca haja passado por uma situação de ter pouca coisa dentro de casa para comer ou vestir. Talvez você nem sequer imagina que há pessoas pelo mundo a fora que sente a necessidade de tudo, pois não tem absolutamente nada. São vidas humilhantes sem fartura e apenas fome. No contraste que a vida apresenta, aqui evidenciado por Paulo nas palavras: “Humilhado verso honrado, fartura verso fome, abundância verso escassez”. Vivendo este contraste na sua vida, Paulo obteve experiência, aprendeu o segredo de se viver de um jeito equilibrado e de se viver uma vida feliz com Cristo. De fato, vivendo desta maneira, Paulo fora lapidado como uma belíssima jóia que precisava brilhar para a honra e glória do seu dono.

O apóstolo Paulo nos ensina que a fartura e a escassez são experiências que não determinam mais ou menos amor da parte de Deus. Uma firmeza incondicional no SENHOR não estar centrada no que recebemos, mas nAquele de quem recebemos as bênçãos. Basta uma olhadinha na vida de Elias, para percebermos que a dispensa cheia ou vazia não determinou a importância dele diante de Deus. Ele foi alimentado por corvos, e bebia água de um riacho, que mais tarde secou-se. Foi enviado à casa de uma viúva que preparava sua última refeição, e ali se alimentou. Não tinha casa, bens, comida, mas sua vida foi tão aprovada por Deus, que recebeu o grande privilégio de não passar pela morte física e sim ser levado para o céu ainda em vida. O segredo é simples: “Buscar primeiro o reino de Deus”. A prática é que não é fácil, saber que todas as coisas: “Comer, vestir e beber”, nos serão acrescentadas. Todavia, esta é a fé genuinamente bíblica.

3. Em uma condição defortalecimento por parte do Senhor (Verso 13)

Vejamos, irmãos, atentamente as palavras de Paulo no versículo 13: “Tudo posso naquele que me fortalece”. Irmãos, que maravilhoso testemunho, sem dúvida alguma, é este aqui por parte de Paulo! Tudo quanto Paulo possa fazer, ele o faz em Cristo, pela presença do Santo Espírito de Cristo habitando em Paulo e pela ação do mesmo Espírito mediante a fé, em vital união e íntima comunhão com o Senhor e Salvador, Jesus Cristo. Este maravilhoso Ajudador está sempre ao lado de Paulo para em tudo ser o seu grande Fortalecedor. Para o apóstolo Paulo, o Senhor é a Fonte de sabedoria, de encorajamento e de energia, realmente infundindo nele força para toda necessidade. Por isso, o apóstolo Paulo pode declarar com toda segurança, certeza e fidelidade em sua vida: “Tudo posso naquele (em Cristo) que me fortalece”. Mas, para tal afirmação, é preciso, realmente, está-se mesmo ligado, vivendo intimamente com Cristo.

Vez por outra, somos inclinados, por qualquer motivo ou razão que seja, a buscarmos fontes de fortalecimento! Ouvimos com uma certa freqüência: Fortaleça-se em sua família, fortaleça-se em seus amigos, fortaleça-se em sua boa profissão, fortaleça-se em si mesmo, pois o poder está no seu interior, fortaleça-se nos seus sonhos, nos seus projetos… O fim de tudo isto nós já sabemos, ou, pelo menos, podemos imaginar qual seja. Cedo ou tarde trilharão o longo, triste e doloroso caminho da decepção. Talvez você já experimentou um momento de desânimo em sua vida por haver investido sua confiança em algo sem o menor fundamento. A prova de inúmeras pessoas “famosas”, ricas e aparentemente bem sucedidas, que chegam ao suicídio de uma maneira desesperadora, nos dão um exemplo claro, de que fontes de fortalecimento humano, tais como: Drogas, posição social, fama e etc, etc, etc…, não satisfazem a alma e nem preenchem o vazio do interior humano.

Irmãos, só é possível ter-se uma firmeza incondicional, só é possível suportarmos alegremente, de um jeito que não abale a nossa fé, uma situação de pobreza, de humilhação, de honradez, de abundância, de escassez, se estivermos ligados ao SENHOR Jesus Cristo. Nós só venceremos as pressões desta vida, se estivermos dependentes exclusivamente do SENHOR. Paulo declara, com alegria que só podia passar por tanta humilhação e honradez, necessidade e fartura, porque se fortalecia em Jesus Cristo. Talvez esta seja a resposta para sua fé ser tão vacilante: Qual é a sua fonte de força, em quem, você, querido irmão, é fortalecido? Paulo era fortalecido em Cristo! Seja você também fortalecido em Cristo.

Amém.

___________________________________________________________________________________________________

* Exceto onde o contrário esteja explícito, todos os conteúdos deste site estão licenciados sob uma Licença Creative Commons “Atribuição – Não Comercial – Sem Derivados 3.0 Não Adaptada“.

** Este sermão foi originalmente escrito para uso do pastor e não passou por correção ortográfica ou gramatical.

Compartilhe!

Pr. Manoel Luís Ferreira

Pastor da Igreja Reformada em Unaí-MG, servindo na congregação missionária em Brasília.

Leave a Comment