Pregação preparada pelo Pr. Elissandro Rabêlo

Leitura: Gênesis 45:01-15

Texto: Dia do Senhor 10

 

Amados irmãos no Senhor Jesus Cristo e caros visitantes

No princípio, Deus criou do nada o céu, a terra, o mar e todos os seres viventes que neles existem, especialmente o homem. Tudo isso o Senhor fez, por seu poder e sabedoria, num período de seis dias e no sétimo dia descansou de tudo o que fizera. Mas por que a Bíblia diz que Deus descansou? Será que ele estava muito cansado do trabalho da criação e por isso resolveu parar a fim de descansar um instante para depois continuar a sua obra? Nada disso. A obra da criação foi uma obra única e perfeita. Tudo que Deus fez foi muito bom. O seu descanso foi o seu prazer em contemplar a maravilhosa obra da criação que acabara de fazer.

Mas será que Deus ficou apenas contemplando a sua criação no seu descanso? Ele deixou de trabalhar sobre ela? Ele abandonou tudo que tinha feito? Alguns afirmam que Deus criou o mundo e depois o entregou ao acaso ou à sorte, ausentando-se dele. Se fosse assim não teríamos nenhuma esperança quanto ao nosso futuro e nossa vida não teria nenhum sentido. Mas o que a Bíblia ensina? A palavra de Deus nos afirma que o Criador não abandonou a sua criação, mas permanece presente e ativo sobre ela. Deus não somente criou do nada todas as coisas, mas também as sustenta e governa por seu poder para a sua glória e a salvação do seu povo. Essa doutrina bíblica é chamada de Providência de Deus, a qual nós confessamos no domingo 10 do nosso catecismo. Ouçamos o evangelho de Cristo acerca da providência de Deus no seguinte tema:

Tema: Nosso Deus e Pai exerce o seu Poder na Criação para o nosso bem

O Poder de Deus se manifesta:

  • 1. No Sustento da Criação
  • 2. No Governo da Criação

1. No Sustento da Criação

O Senhor Deus usa o mesmo poder que criou todas as coisas para sustentá-las e preservá-las. Todas as criaturas, pequenas ou grandes, nos céus, no mar, na terra são sustentadas pelo Todo Poderoso Deus. O sol, a lua, as estrelas, os animais e as plantas na terra bem como as aves do céu e os seres dos mares se encontram sob os cuidados de Deus. E de um modo especial, o Senhor cuida do homem, a principal de todas as suas criaturas. A Bíblia ensina claramente que Deus sustenta e preserva, por seu poder, toda a sua criação (veja Ne.9.6). O apóstolo Paulo, pregando aos atenienses que, apesar da sua religiosidade, não conheciam o Único e Verdadeiro Deus, afirmou claramente que “o Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra,… ele mesmo é quem a todos dá vida, respiração e tudo mais… pois nele vivemos e nos movemos, e existimos” (At.17.24-28). No Salmo 104, o salmista louva ao Senhor Deus, por sua obra de criação e providência. Ele reconhece que todas as criaturas, especialmente o homem não podem viver sem o cuidado de Deus (ver Sl.104.14,15; 27-30). O que significa pra você saber que Deus cuida de você e te sustenta? Significa que você é um ser totalmente dependente de Deus para viver. Nenhuma criatura, pequena ou grande, e muito menos o homem, podem se manter vivos por si mesmos, mas todos necessitam do poder sustentador de Deus para viverem neste mundo. É somente Deus quem nos dá o alimento, a bebida, a saúde e a força para fazermos o nosso trabalho. Reconheça isso e viva com humildade e gratidão diante do seu Criador e Sustentador. Não vivam como aqueles que acham que não precisam de Deus para nada. Deus é o Nosso Sustentador. Sem ele nada podemos fazer.

O Senhor sustenta todas as coisas pela força do seu poder. A Bíblia nos mostra isso. Ela também nos revela que Deus manifesta um cuidado especial com o seu próprio povo, isto é, o povo com quem ele fez uma aliança. O Senhor é o “Salvador (Preservador) de todos os homens, especialmente dos fiéis” (I Tm. 4.10). Vemos isso nos dias de José, filho de Jacó, quando ele era governador do Egito. Naqueles dias, o Senhor determinou que haveria sete anos de fartura seguidos de sete anos de fome em toda a terra. Deus revelou isso a José quando ele interpretou os sonhos de Faraó. Consciente do propósito de Deus, José, em seu governo, reservou alimento suficiente para os sete anos de fome. Os habitantes da terra sofreram com a fome, mas no Egito havia alimento. Muitos foram ao Egito comprar alimento, inclusive os irmãos de José que antes o tinham vendido para lá como escravo. Em Gênesis 45 nós lemos acerca do emocionante momento em que José se dá a conhecer a seus irmãos. Era o segundo ano de fome na terra. E o que chama a nossa atenção no texto é o cuidado de Deus em providenciar alimento para o seu povo num momento de crise. Através do seu servo José, o Senhor conservou a vida do seu povo (Gn. 45.5,7). O Senhor exerceu o seu poder sobre a criação para o bem do seu povo. De sua mão paternal veio a chuva e a seca, anos frutíferos e infrutíferos. Mas em tudo isso Deus não abandonou o seu povo. Por meio de José, o Senhor cuidou do seu povo. Jacó e toda a sua família vieram para o Egito e habitaram na boa terra de Gósen aonde foram sustentados por José durante aqueles anos de fome.

O mesmo poder e graça que o Senhor demonstrou em sustentar o seu povo de Israel no AT, ele também manifesta hoje em favor dos seus filhos. Você que é filho de Deus em Cristo desfruta do cuidado paternal de Deus. Isso é motivo de grande alegria e consolo pra você. Nunca esqueça que o Todo Poderoso Criador e Sustentador do Universo é também o Seu Pai Bondoso e Fiel. Ele te concede tudo o que você precisa para corpo e alma. Ele te dá comida, bebida, saúde e também a sua palavra para te manter vivo na terra. Ele exerce o seu poder na criação para o seu bem.

2. No Governo da Criação

A Providência de Deus sobre a criação significa que ele não só sustenta toda a criação, mas também a governa por seu poder. O que é o governo de Deus sobre a criação? Como ele exerce o seu poder no governo da criação? Quando confessamos que o Senhor governa todas as coisas, estamos afirmando que ele dirige e controla todos os acontecimentos da história. Nada acontece sem sua determinação e tudo que acontece é segundo a sua vontade soberana. Seu governo é soberano sobre todas as criaturas. É isso que a Bíblia ensina: “No céu está o Nosso Deus e tudo faz como lhe agrada” (Sl. 115.3); Nos céus estabeleceu o seu trono e o seu reino domina sobre tudo (Sl. 103.19). Com poder, sabedoria, justiça e bondade, o Senhor governa a criação para a sua glória e o bem do seu povo. Nosso Deus está no controle da história. Ele é o Senhor da história. Ele planejou o que vai acontecer e governa todos os acontecimentos para que tudo aconteça de acordo com o seu propósito. Nenhum dos seus planos serão frustrados, mas plenamente cumpridos, pois ele está no controle de tudo que acontece na história.

Já vimos como o Senhor, por seu poder, sustentou o seu povo nos dias de José. Mas o que Deus fez para sustentar seu povo? Em sua soberania e poder, o Senhor governou todos os acontecimentos na vida de José para preservar a vida do seu povo. Quando lemos a história do povo de Deus, especialmente a história de José, ficamos maravilhados com a providência de Deus em favor de Israel. Muitas coisas aconteceram na vida de José. Ele foi vendido por seus irmãos como escravo e levado para o Egito; de escravo ele passou a ser mordomo na casa de Potifar; de mordomo a prisioneiro numa masmorra e de prisioneiro a governador do Egito, segunda maior autoridade em todo país. José passou pela adversidade e prosperidade. E quem estava por trás de todos os acontecimentos que se deram na vida de José? O Todo Poderoso e Soberano Deus. José sabia disso, pois ele disse aos seus irmãos: “Deus me enviou adiante de vós (5b)… Deus me enviou adiante de vós (7)… Assim, não fostes vós que me enviaste para cá e sim Deus…” (8). Com humildade, José reconheceu que tudo que ocorreu na sua vida foi resultado do governo de Deus que visava o bem dele e de seus familiares que formavam o povo de Deus naquela época.

O que significa pra você saber que o Deus Soberano governa a criação por seu poder? Significa pelos menos duas coisas:

1 – Tudo que acontece na sua vida não é fruto do acaso ou destino cego, mas vem da mão paternal de Deus. Vemos isso na vida de José. O próprio Deus fez com que ele sofresse como escravo e prisioneiro para depois coloca-lo “por pai de Faraó, e senhor de toda a sua casa, e como governador em toda a terra do Egito” (Gn. 45.8). O mesmo pode acontecer na sua vida. Você está sujeito à prosperidade e à adversidade nesta vida. O próprio Deus permite que aconteçam aflições em seu viver. Você pode enfrentar doenças, desemprego, fome, problemas familiares, perda de parentes e bens e muitos outros males. Muitos que se dizem crentes não aceitam isso. Ao contrário, chegam até a afirmar que o crente não pode sofrer e se ele sofre é porque está em pecado ou porque há uma força espiritual do mal por trás do seu sofrimento. Mas o que dizer de José, Jó, Paulo e outros servos fiéis de Deus que sofreram? Deus ordenou que estes homens sofressem, mas não os desamparou. Pelo contrário, o Senhor os guardou na fé e na salvação até o fim. Portanto, não fique perturbado ou desesperado diante do seu sofrimento, pois o Teu Pai Celeste cuida de você e governa todas as coisas para seu bem e salvação.

2 – O Teu Deus e Pai, mediante seu governo soberano, domina sobre o mal e o diabo e pode transformar em bem todo mal que te enviar nesta vida conturbada. Novamente olhemos para José. Seus irmãos fizeram o mal contra ele, vendendo-o como escravo para o Egito. Mas Deus estava no controle da situação. Ele governou o mal praticado pelos irmãos de José para mais tarde fazer o bem ao seu povo. “Vós, na verdade, intentastes o mal; porém, Deus o tornou em bem para fazer, como vedes agora, que se conserve muita gente em vida” (Gn. 50.20). Isso não quer dizer que Deus é o autor do mal ou do pecado. Ele faz todas as suas obras com justiça e odeia todo pecado. O próprio homem é responsável por seus atos pecaminosos. Mas Deus controla o pecado e este serve ao seu propósito. Isso pode ultrapassar os limites do nosso entendimento. Porém, você não deve questionar Deus, mas aceitar com fé e humildade o seu governo soberano e se alegrar com o fato de que ele controla até o mal para o seu bem no final.

Assim como Deus controlou o mal que se deu na vida de José para conservar com vida o seu povo, ele também conduziu todos os acontecimentos que se deram na vida de Cristo para o grande bem da nossa salvação. Deus providenciou sustento para seu povo por meio de José. Por que Deus fez isto? Deus não deixou seu povo morrer de fome para cumprir a sua promessa de enviar o Salvador do mundo por meio de Israel. Deus providenciou salvação para nós por meio de Cristo. O Senhor Jesus foi crucificado e morto por mãos de iníquos, os quais foram responsáveis por seus atos pecaminosos contra o Filho de Deus. No entanto, a morte de Jesus estava dentro dos planos de Deus para nossa salvação (At.2.23). Jesus não morreu por acaso, mas segundo o propósito de Deus de te redimir da escravidão do pecado e do diabo e fazer de você um filho amado de Deus e herdeiro da vida eterna em Cristo.

Como a doutrina da Providência de Deus pode mudar a sua vida? Como você deve viver diante do seu Pai Celeste que te sustenta nesta vida e já providenciou para você a salvação eterna através do Seu Filho Amado?

Em primeiro lugar, seja paciente em toda adversidade: Não se desespere diante das suas aflições, mas confie no Seu Pai. Ele tem poder para transformar em bem todo mal que lhe acontecer nesta vida conturbada. No meio da sua adversidade, conforte o seu coração na promessa segura da palavra de Deus de que “todas as coisas (inclusive o mal) cooperam para o bem daqueles que amam a Deus” (Rm. 8.28).

Em segundo lugar, seja grato ao Seu Pai em toda prosperidade: Reconheça que toda boa dádiva que você tem vem das mãos de Deus. Ele pode te abençoar com muitas bênçãos materiais nesta vida. Não se esqueça de agradecer-lhe por tudo que ele te dá. Aprenda com José. Deus fez com que ele bebesse da fonte da prosperidade. No entanto, José reconheceu a graça e o poder de Deus sobre ele e, por isso, agradeceu e glorificou nome do Senhor. Deus requer gratidão dos seus filhos por todas as suas bênçãos. “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus para convosco em Cristo Jesus (ITs.5.18).

Em terceiro lugar, tenha a firme confiança em seu Deus e Pai quanto ao seu futuro: Que consolo pra você saber que Deus sustenta e governa todas as coisas para a glória dele e tua salvação. Você não está preso à sorte ou ao acaso. Você é sustentado e governado pela mão poderosa e paternal do Deus Criador que é teu Pai. Ele conhece a soma dos teus dias e o seu futuro depende dele e pertence a ele. Por isso, não viva ansioso pelo dia de amanhã. O Senhor está no controle de todas as coisas e ele te promete que nada nem ninguém poderão separar você do seu amor que está em Cristo Jesus. Portanto, viva cada dia da sua vida para a glória de Deus, sem ansiedade ou desespero, mas com paciência, alegria, fé e gratidão, pois você desfruta dos cuidados do Seu Deus e Pai que exerce o seu poder na criação para sua glória e para nossa salvação.

Amém.

___________________________________________________________________________________________________

* Exceto onde o contrário esteja explícito, todos os conteúdos deste site estão licenciados sob uma Licença Creative Commons “Atribuição – Não Comercial – Sem Derivados 3.0 Não Adaptada“.

** Este sermão foi originalmente escrito para uso do pastor e não passou por correção ortográfica ou gramatical.

Pr. Elissandro Rabêlo

Pastor na Igreja Reformada em Cabo Frio – RJ.

Leave a Comment