Pregação preparada pelo Pr. Abram de Graaf

Leitura: Atos 01:01-11

Texto: Atos 02:01-04

O dia de Pentecostes

Queridos irmãos em Jesus Cristo,

O texto (Atos 02:01-04) é um elo entre, de um lado, A ASCENSÃO DE CRISTO, e no outro lado, A MISSÃO DOS APOSTOLOS. Antes da sua ascensão Jesus prometeu mandar o Espírito aos seus discípulos. A vinda do Espírito é necessária aos apóstolos para serem testemunhas e para pregarem o evangelho. Então, o Espírito veio para preparar os apóstolos; não para converte-los, mas para Ungi-los; Este momento não é A CONFISSÃO DE FÉ dos apóstolos, mas A ORDENAÇÃO dos apóstolos. Eles foram escolhidos por Jesus e agora serão ordenados publicamente pelo Espírito de Jesus para pregar o evangelho.

Para conseguir isso Jesus devia subir ao céu. Ele devia subir ao céu para depois mandar o Espírito de Deus. O texto mostrado combina com isso. O texto mostra a mesma direção. A INICIATIVA vem do céu! Atrás das ‘cortinas’, ou talvez seja melhor dizer: atrás das nuvens, Jesus está trabalhando. Ele tinha subido ao céu e de lá ele mandou o Espírito de Deus. O Espírito veio do céu para a casa em que os seus discípulos estavam reunidos. O Espírito de Cristo se distribuiu entre eles e todos ficaram cheios do Espírito Santo. Dessa forma o Espírito consegue o seu alvo: eles começam falar a todas as línguas. A mensagem desse texto é o seguinte:

Tema: O Cristo grlorificado batizou os seus discípulos com o Espírito Santo para pregar o Evenagelho a todas as línguas

Isso aconteceu:

  • 1. No dia de Pentecostes
  • 2. Publicamente
  • 3. Pela santificação do Espírito
  • 4. Com o dom do Espírito

1. No dia de Pentecostes

Irmãos, não é uma coincidência que o Espírito de Deus foi derramado sobre a congregação de Cristo no dia de Pentecostes. O Pentecostes era uma das três grandes festas anuais de Israel. Esta festa foi celebrada exatamente cinqüenta dias depois do dia de Páscoa. Por isso nós também celebramos o dia de Pentecostes cinqüenta dias depois do dia de Páscoa. Hoje, quase ninguém conhece esta festa. Já falei com varias pessoas, mas ninguém sabe o que Pentecostes quer dizer. E ninguém sabe quando é o dia de Pentecostes. Não é um feriado e por isso as pessoas não conhecem este dia. Literalmente Pentecostes quer dizer: o ‘Qüinquagésimo dia’. Quer dizer o Qüinquagésimo dia depois de Páscoa.

Neste Qüinquagésimo dia começou em Israel a ‘Festa da Colheita’. Depois do dia de Páscoa os Judeus trabalharam nos seus campos e 7 semanas depois eles chegaram ao ponto de colher os frutos do seu trabalho. E depois da colheita eles têm a ‘festa da colheita’ e esta festa começou no ‘Qüinquagésimo dia’, o dia de Pentecostes. Esta festa foi celebrada em Jerusalém e todos levaram da sua colheita os primeiros frutos para oferece-los a Deus no templo. Por causa disso se chama esta festa também ‘a festa das primícias’ (Num. 28,26); É neste dia da colheita que Jesus Cristo começa a sua colheita espiritual. Os primeiros frutos do seu trabalho já estão presentes no templo. São os 120 discípulos dele que estão reunidos no templo, no dia ‘Qüinquagésimo’. Todos estavam no mesmo lugar. No dia do domingo, que é também o Qüinquagésimo dia depois Páscoa. Eles estavam reunidos, pode ser em oração, pode ser que eles estavam esperando. Pois Jesus mesmo tinha dito (dez dias atrás) que eles deviam ir à Jerusalém e Jesus tinha dito também (Atos 1, 4-5) “que esperassem a promessa do Pai, a qual, disse ele de mim ouvistes.Porque João, na verdade batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias”.

Então, irmãos, é isso o que aconteceu naquele primeiro dia da festa de Pentecostes. De repente eles ouviram um som que veio do céu. DE REPENTE. Isso quer dizer: Ninguém estava preparado. Foi uma surpresa. Foi o Filho de Deus que escolheu o momento. Não os apóstolos. O momento chegou em que os discípulos serão batizados com o Espírito de Deus. O momento chegou em que Deus mostrará que os discípulos de CRISTO são os novos líderes do seu povo e não mais os sacerdotes, os fariseus e os saduceus. Deus continuará com todos os discípulos de Jesus Cristo.

2. Publicamente

A bíblia nos diz sobre este momento que DE REPENTE VEIO DO CÉU o som de um vento. Isso foi uma surpresa. Deus escolheu este momento e não os apóstolos. E o resto do texto confirma isso. Pois por que o som veio do céu? Bom, irmãos, isso mostra a fonte deste ato. Isso quer dizer que Jesus Cristo está trabalhando. É o primeiro sinal que mostra que Jesus Cristo ainda está vivo. Ele deu a sua promessa de batiza-los com o Espírito Santo e subiu ao céu. E agora, depois 10 dias a resposta vem do céu. CRISTO está batizando. Ele está ao lado de Deus e recebeu a autoridade de Deus para mandar o Espírito de Deus. Isso confirma mais uma vez que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Ele recebeu todo poder no céu e na terra. Ele tem o poder de mandar o Espírito Santo aos seus discípulos. Ele tem todo poder para ajudar os seus apóstolos para pregar o evangelho. Ele tem todo poder e mostra isso.

De repente O SOM DE UM VENTO IMPETUOSO foi ouvido. Isso quer dizer: NÃO HOUVE um vento impetuoso. Só O SOM de um vento impetuoso. Isso é ainda mais esquisito. Se houve um vento impetuoso todo mundo ia fugir, procurando um lugar protegido. Mas não houve um vento. Só O SOM. E este SOM veio do céu e terminava o seu caminho na casa em que os discípulos estavam. O som encheu toda a casa. O som atirou a atenção do publico; E por causa disso as pessoas chegaram perto da casa. Elas ficaram curiosas. Elas queriam saber o que estava acontecendo. Pois o SOM dum vento pode ter um sentido simbólico. Pense em o que está escrito em Gen. 1,1: O Espírito de Deus pairava sobre as águas e houve luz!Foi o inicio da criação. E agora O Espírito aparece de novo como um vento e vai renovar a terra. O início está aqui. As primícias do Espírito.

No outro lado o som do vento mostra também a liberdade de Deus. Jesus já falou sobre isso em João 3,8. Lá ele disse:“O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito” (João 3,8!). Compare isso com este momento, irmãos! O Espírito veio como o som de um vento. As pessoas ouviram a voz do vento, mas não sabiam donde vinha nem para iria. O Espírito vem com liberdade e escolheu os apóstolos de Cristo. Eles são os escolhidos. Deus quer usa-los para pregar o evangelho.

Isso é a mensagem para todos que se reuniram em redor desta casa. O Espírito de Deus se encontra aqui no meio dos discípulos de Jesus Cristo e não lá no santuário do templo. O Espírito escolheu estes homens para serem os lideres do seu povo. Ele está aqui para santificar estes homens e para prepara-los para o seu trabalho.

3. Pela santificação do Espírito

Então, irmãos, Deus estava chamando a atenção dos peregrinos que estavam visitando Jerusalém Especialmente àqueles que estavam visitando o templo. E quando eles encontraram a casa onde o SOM estava eles viam uma outra coisa estranha. Eles viam um grupo de 120 pessoas e em cima deles um fogo que se espalhava em cima de cada um. Isso foi uma coisa estranha, e tinha um sentido profundo.

O fato que as línguas pousaram em cima de cada um deles, mostrou que eles foram escolhidos por Deus para falar a mensagem divina sobre Jesus Cristo. Isso foi o momento em que Eles foram SANTIFICADOS pelo Espírito de Deus. Isso quer dizer: eles foram escolhidos para servir a Deus. Isso é o alvo da nossa SANTIFICAÇÃO. Se Deus santificar uma pessoa, Ele a coloca numa posição especial para lhe servir.

É exatamente isso o que acontece aqui. Pois preste atenção: O SOM do vento VEIO DO CÉU. FOI PARA OS DISCÍPULOS; O FOGO SE POUSOU SOBRE CADA UM DELES; E O ESPÍRITO ENTROU NELES. Há uma direção de cima por baixo e o objeto é os discípulos de Cristo.

AS LÍNGUAS DE FOGO servem para duas coisas: Santificar; iluminar.

Há uma conexão entre este texto e Apocalipse 1. No primeiro capitulo de Apocalipse as igrejas são apresentadas como candeeiros. Elas espalham luz; os anjos são como estrelas, que também espalham luz. Os sete espíritos diante do trono de Deus estão ligados com as sete igrejas na terra. O Fogo que estava diante do trono de Deus agora chegou no templo e se dividiu sobre os discípulos de Cristo. (Pode comparar isso com Mal. 3,2 e Zac. 4). A congregação se tornou num candeeiro! A luz de Cristo vai iluminar o mundo.

De novo devemos pensar em Gen. 1!!! O Espírito de Deus pairava sobre as águas e o efeito disso foi o que? E houve LUZ! Aqui o Espírito de DEUS pairou e as línguas de fogo apareceram. E DEPOIS DISSO ELES COMEÇAM A FALAR EM OUTRAS LÍNGUAS SOBRE AS MARAVILHAS DO SENHOR. É A LUZ DE CRISTO QUE ILUMINA AS TREVAS.

E há mais um aspecto. O fogo espalha-se facilmente. Espalhou-se sobre as 120 pessoas e depois mais do que 3000 pessoas pegaram fogo! Isso é o trabalho do Senhor. Do céu ele ajuda os seus discípulos para espalhar o evangelho. Por causa disso Ele lhes deu também o dom das línguas.

4. Com o dom do Espírito

Pois é irmãos, Como Deus está ajudando os apóstolos! O som, o fogo, e as palavras. Jesus Cristo já profetizou sobre tudo isso. Ele já disse que ele ia para o seu Pai no céu e que ele ia mandar o Espírito para fortalecer os discípulos. Ele até disse (João 14,26 e 16): O espírito Santo vai te ensinar o que deve dizer!

Isso é o grande momento depois da ascensão de Jesus Cristo para proclamar o evangelho dele. Pois prestem atenção: Até agora só os discípulos sabiam que Jesus foi ressuscitado! E esta mensagem devia ser anunciada. Todo mundo deve saber! Deus cuida disso. Deus reúne as pessoas que serão salvas.

Ele faz isso com o som dum vento impetuoso. As pessoas vêm e ficam, observando às línguas de fogo. E Deus faz mais. Ele também deu o dom do Espírito, que facilita os apóstolos falarem em outras línguas. Deus os ajuda para se comunicar com as pessoas que estão presentes. E assim eles começam falar, cheios do Espírito Santo. E o Espírito Santo os ensinou a falar sobre “as grandezas de Deus” (Atos 2,11). Assim começa a colheita do Senhor. COM A PREGAÇÃO DA PALAVRA!

Isso é o mais importante aqui. O fogo se espalha pela pregação da Palavra. A fé vem pela pregação da Palavra. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não foram enviados? A fé é pelo ouvir, e ouvir pela Palavra de Deus (Rom. 10, 14-17).

A pregação é o mais importante no dia de Pentecostes, irmãos. Depois disso lemos sobre o sermão de Pedro e por causa disso mais do que 3.000 pessoas se converteram. Não por causa dos sinais, mas por causa da pregação. Pois o sinal em si é nada. Os sinais só servem a verdadeira pregação da Palavra.

Devemos pensar nisso, irmãos! Pois há muitas igrejas pentecostais que querem repetir o primeiro dia de Pentecostes. O som, o fogo, e o falar em línguas são muito importantes na idéia deles. Mais importante do que a pregação da palavra. Mas preste atenção, irmão, estes sinais são únicos, como todos os fatos na vida de Cristo. Todos os fatos na vida de Cristo são fatos únicos: nascimento, crucificação, ressurreição, ascensão, e também o batismo dos apóstolos de Cristo com o Espírito. Este batismo acontece três vezes Jesus (Atos 2, 8, 10), conforme o padrão prometido por Jesus (Atos 1,8)! Três vezes para mostrar que estes homens são as verdadeiras testemunhas de Jesus. Apesar disso: os sinais são únicos! O som do vento, as línguas de fogo, e o falar em outras línguas não precisam ser repetidos.

O que deve ser repetido é a pregação do evangelho. A igreja, que está cheia do Espírito Santo prega “as grandezas de Deus, realizadas em Jesus Cristo”. Como também em Apocalipse 1: Os candeeiros no Apocalipse 1 mostram o Cristo glorificado!!! A igreja deve mostrar ao mundo o Cristo glorificado! E sobre isso fala Pedro também. O Espírito de Cristo deu o dom de falar em outras línguas. Ele deu a capacidade de pregar o evangelho de modo que todo público podia entender. JESUS CRISTO É GLORIFICADO. ELE É O NOSSO REI, O NOSSO SALVADOR. OS verdadeiros discípulos de Jesus Cristo não buscarão sinais, mas buscam O CRISTO.

Amém.

___________________________________________________________________________________________________

* Exceto onde o contrário esteja explícito, todos os conteúdos deste site estão licenciados sob uma Licença Creative Commons “Atribuição – Não Comercial – Sem Derivados 3.0 Não Adaptada“.

** Este sermão foi originalmente escrito para uso do pastor e não passou por correção ortográfica ou gramatical.

Compartilhe!

Pr. Abram de Graaf

O pastor Abram de Graaf é “Doctorandus” (Drs) em Teologia e um dos professores do Instituto João Calvino (Aldeia, Camaragibe-PE). Ele é pastor da Igreja Reformada de Hamilton, Canadá, enviado como missionário às Igrejas Reformadas do Brasil, desde o ano 2000. É Diretor do Projeto Dordt-Brasil. Ele mora em Maceió e também desenvolve projetos nessa cidade.

Deixe um Comentário