Pregação preparada pelo Pr. Abram de Graaf

Leitura: 1º Samuel 15

Texto: 1º Samuel 16:01-13

Era uma tarde.
O som de uma bela música enchia o ar livre.
Embaixo de uma árvore… na sua sombra…. protegido contra o sol… estava um menino de mais ou menos 15 anos. Ele era ruivo, de belos olhos e boa aparência. Ele estava tocando uma harpa. Os seus dedos tocavam suavemente as cordas e o vento levava o som da música. Enquanto estava tocando, os olhos dele observavam o campo, que estava a sua frente. Muitas ovelhas estavam deitadas ao seu redor, outras estavam mais distantes comendo a grama. Mais distante ainda estava uma pequena cidade em cima de uma colina. De repente o menino parou de tocar. Ele observava intensamente a cidade, que estava mais ou menos numa distância de 500 metros e um rapaz saiu correndo daquela cidade na sua direção; ele fazia sinais com as mãos e gritou:
– Davi! Davi!
Davi se levantou e ficou esperando, até que o rapaz chegou perto dele.
– Davi! Você deve voltar para casa. O seu pai está te chamando.
Davi reagiu surpreso.
– Voltar para casa? Mas eu estou aqui com as ovelhas.
– Sem problema, – diz o rapaz. Eu cuido delas. Mas você tem que voltar para casa. Eles querem jantar e o teu pai quer que você esteja presente.
– EU? Por quê?
– Não sei. Hoje chegou um homem velho na sua casa. Ele estava com um novilho. Ali ele matou o novilho e depois disso ele convidou todos os anciãos da cidade junto com o seu pai e os seus irmãos para um jantar. E este homem queria que você estivesse ali também. Ele disse: “Manda chamá-lo, pois não nos assentaremos à mesa sem que ele venha”. Então, o seu pai me mandou te chamar. Apressa-te, porque estão esperando para você. Davi fica confuso.
– Um homem velho chegou à casa do meu pai? Quem é este homem?
– Samuel!!
Davi reage assustado:
– Samuel? Samuel, o profeta?
– Sim, Samuel o profeta. Agora volte! Corra! Eles estão ali esperando por você!

Davi começa a correr, na direção de Belém, a pequena cidade que está a sua frente. Samuel!! O que ele veio fazer aqui? Por que Samuel visitou a casa do meu pai? O que está acontecendo?

Sim, irmãos, o que estava acontecendo? Por que Samuel chegou à casa de Jessé? Samuel era um homem importante! Um profeta. Um homem de Deus como Moisés. Durante muitos anos Samuel tinha governado o povo de Israel. Ele era um dos Juízes. Ele foi chamado por Deus e ordenado como Juiz e Profeta. Ele governava o povo de Deus em nome do Senhor. Mas isso já fazia tempo. Porque o povo tinha pedido um outro rei. O povo pediu outro rei, quando Samuel ficou velho. E Deus lhes deu um rei. Saul. Um homem gigante, que era mais alto do que o resto do povo. Saul era rei sobre Israel e governava o povo. E Samuel se aposentou.

O povo estava feliz com o seu rei, mas Deus não estava satisfeito com este novo rei, porque Deus sabia que o rei Saul não era um homem fiel. Saul não estava completamente dedicado ao Senhor Deus. Deus sabia disso e Deus mostrou isso ao povo, porque Ele pôs à prova Saul. Saul recebeu a missão de destruir o povo de Ameleque, o inimigo de Israel. Ele devia destruir Ameleque completamente: homens, mulheres, crianças e até os animais domésticos. Ele devia matar todos os habitantes daquele país. Ninguém podia sobreviver. Era uma missão horrível. Uma prova.

Saul devia mostrar que ele queria servir a Deus. Se ele fosse um servo fiel de Deus. Mas Ele não fez o que o Senhor mandou. A missão foi um fracasso. Ele só fez a metade da missão. Ele matou todos os habitantes, mas deixou vivo o rei de Amaleque e todos os animais como despojos de combate. E assim eles mostraram que não estavam completamente submetidos a Deus, mas que estavam com próprios interesses. O Senhor Deus tinha dito que NADA E NINGUÉM podiam sobreviver. Mas Saul não obedeceu. Saul tinha medo; ele era um rei fraco, que não cumpriu o que o Senhor tinha dito. E por causa disso o Senhor se arrependeu de haver constituído Saul, rei sobre Israel.

Samuel estava muito triste por causa do fracasso de Saul. Muito triste mesmo. Por muito tempo. E naquela situação ele recebeu uma mensagem de Deus, que disse o seguinte: “Até quando terás pena de Saul, havendo-o eu rejeitado, para que não reine sobre Israel? Enche um chifre de azeite e vem; enviar-te-ei a Jessé, o homem que mora em Belém; porque dentre os seus filhos, me provi de um rei.”. Esta mensagem foi uma surpresa para Samuel. Ele devia visitar um homem desconhecido, que vivia numa cidade pequena. Um sítio no interior de Israel. Um lugar desconhecido onde ninguém esperava encontrar um rei. Mas esse é também o objetivo de Deus. Deus quer mostrar que ELE MESMO é o rei do seu povo. Ele mesmo governa a vida do seu povo. Ele protege o seu povo e Ele liberta o seu povo dos seus inimigos. E Ele faz isso de uma maneira surpreendente.

O Senhor é todo poderoso e ele sempre ajudou seu povo de uma maneira surpreendente. O Senhor chamou Abraão e lhe prometeu tornar a sua descendência grande. Mas quando Abraão e Sarai ficaram velhos, eles descobriram que não podiam ter filhos. Eles perderam a sua esperança, porque já eram idosos. Mas, Deus, O Todo-poderoso, cuidou deles e lhes deu um filho. Deus lhes mostrou que Ele era o Salvador de Abraão. Deus o surpreendeu. Humanamente falando Abraão e Sarai não tinham condições para ter filhos, mas Deus lhes mostrou que Ele é um Deus surpreendente. Ele é o Todo-Poderoso. Ele dá soluções onde não existem possibilidades.

A história de Israel mostrou isso também. Pensem na história de Israel no Egito e depois no deserto. Durante todo esse tempo O Senhor estava presente. E o Todo-Poderoso os ajudou. Nos momentos mais escuros; nos momentos em que o povo estava desesperado; nos momentos em que o povo se achava perdido; nos momentos em que o povo perdeu a sua esperança; em todos estes momentos O Senhor Deus estava perto para ajudar o seu povo. De uma maneira surpreendente. Ele é o Todo-Poderoso. Sempre Ele mostrou o seu povo que eles deviam confiar NELE. Ele era o Salvador de Israel.

Pensa em Salmo 146! Não confieis em príncipes, nem nos filhos dos homens, em que não há salvação. Sai-lhes o espírito, e eles tornam ao pó; nesse mesmo dia, perecem todos os seus desígnios. Bem aventurado aquele que tem o DEUS DE JACÓ por seu auxilio; cuja esperança está no Senhor seu Deus, que fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há.

O povo de Deus não devia confiar na sua própria força, mas em Deus. É isso que Deus quer mostrar nessa história, quando ele escolheu um rei. Porque quando os homens escolhem um líder, eles olham para as capacidades do candidato. Eles escolhem uma pessoa que lhes dá confiança; uma pessoa grande e alta; uma pessoa forte ou rica; uma pessoa bonita ou inteligente. Existem muitas coisas que os homens observam. Mas Deus não é assim. Deus não depende do homem. Deus não olha para as capacidades dos homens, como se ele dependesse disso. Deus é o Todo-Poderoso. Ele não depende do homem. Nem das capacidades do homem.

A história de Israel mostra isso várias vezes!

Deut. 7: 7-8! O único motivo de Deus para escolher Israel era o seu amor!

Paulo disse a mesma coisa! Efésios 1: 3-5! Mais uma vez! O único motivo de Deus para escolher os seus filhos é o seu amor! Deus nos escolheu. Não porque fomos santos e irrepreensíveis; porque nós não fomos assim; Deus nos escolheu. Não porque cremos; Ele nos escolheu antes de termos fé no nosso coração. Deus nos escolheu, não porque cremos, mas para que crermos. O Todo-Poderoso escolhe primeiramente e depois disso Ele trabalha com o seu Espírito Santo no nosso coração e nos dá a fé; Deus escolhe uma pessoa fraca, um pecador, para que seja Santo e Irrepreensível. Isso não depende de nós, mas de Deus, o Todo-Poderoso!

Essa história de Davi mostra mais claramente isso. Deus mandou Samuel. Deus já fez a sua escolha. Deus já decidiu. Uma decisão surpreendente. Deus não escolhe como os homens escolhem. Deus disse para Samuel (vs. 7): O homem vê o exterior, porém o Senhor o coração. O homem escolhe com os seus olhos, mas Deus escolhe com o coração; A escolha de Deus é dominada pelo AMOR de Deus. O Senhor Deus escolhe, e depois ele ajuda. Deus escolhe pessoas e as transformam em crentes; Deus escolhe crentes e os transformam em presbíteros e diáconos; A escolha de Deus é assim. Aqui também. Deus não escolheu observando as qualidades dos homens, mas baseado na sua misericórdia. É assim nessa história. O profeta de Deus não deve buscar um candidato nos nobres de Israel, mas ele deve visitar um fazendeiro desconhecido na cidade de Belém. Existe uma profecia sobre Belém que diz: “E tu, Belém Efrata, pequena demais para figurar como grupo de milhares de Judá”. Belém era um sítio desconhecido no interior de Judá. Muito pequena. Mas o que é pequeno nos olhos dos homens é grande nos olhos de Deus.

Samuel tem que visitar a casa de Jeffé. Esta família não era uma das mais gloriosas de Israel. Não era uma família para se encontrar um rei, porque nessa família encontramos Rahab, a prostituta de Jericó. Ela não era uma descendente de Abraão; ela era uma canaanita; E a vovó de Jessé era Rute, a Moabita. Uma estrangeira. Então esta família, não era uma família boa para um rei. Mas Deus não observa isso. Deus não olha para pureza do sangue. Deus quer nos mostrar que a escolha dele é PURA GRAÇA. Deus não observa a pureza da família. Deus não observa o exterior.

Samuel descobriu isso, quando chegou à casa de Jessé. O primeiro de Jessé (Eliabe) era um homem grande e forte que impressionou Samuel. Samuel o viu e logo pensou: Certamente, está perante o Senhor o seu ungido. Mas o Senhor Deus disse a Samuel: “Não atentes para a sua aparência, nem para a sua altura, porque o rejeitei, porque o Senhor não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o Senhor o coração”. E depois disso os outros filhos de Jessé passaram: Abinadabe e Sammá E mais 4 irmãos. Mas nenhum deles era o preferido de Deus. Mas Deus tinha dito claramente a Samuel que um dos filhos de Jessé era o escolhido para ser o novo rei. Por causa disso Samuel perguntou a Jessé: Acabaram-se os teus filhos? E Jessé respondeu: Ainda falta o mais moço, que está apascentando as ovelhas. E Samuel logo respondeu: Então, manda chamá-lo, pois não nos assentaremos à mesa sem que ele venha. Então, Jessé mandou chamá-lo. E foi assim que Davi chegou ao final da tarde. Logo ele entra na sala e ali ele fica parado. Ele olha para todos aqueles que estavam o observando. Assentados no chão, ele vê todos os anciãos da cidade e os seus irmãos e o seu pai junto com um homem velho. Este deve ser Samuel, o Profeta, – Pensou Davi. E enquanto Davi está na porta, os olhos de Samuel observam o menino. Ele era ruivo, de belos olhos e de boa aparência. Um menino de 15 anos. Muito novo ainda. Mas ele é o escolhido! Por que Deus diz: Levante-te e unge-o, pois este é ele.

Então, Samuel levantou-se, e aproximando-se de Davi ele pegou o chifre, que estava cheio de olho perfumado. E quando está perto de Davi, Samuel levanta o chifre e coloca o chifre em cima da cabeça de Davi. O óleo sai devagar do chifre e cai na cabeça de Davi e nos seus ombros. Um perfume forte enche a sala. Jessé e os seus filhos respiraram fundo. Eles entendem o que isso quer dizer. O seu filho Davi se tornou um Ungido de Deus. Este menino, o irmão deles, o filho de Jessé é um ungido de Deus. Deus o escolheu para ser rei. Rei sobre Israel. Davi. E quem é este Davi? Um menino. Ele nem sabe o que acontece no mundo. Ele não entende nada da política do país; ele não sabe governar um país; ele não tem nenhuma experiência. Pois é, tudo isso é verdade, irmãos. Mas apesar de tudo isso, Deus o escolheu. Não baseado na suas qualidades, mas baseado na GRAÇA e MISERICORDIA de Deus! Deus escolhe uma pessoa e depois disso ele a transformará. Deus escolheu Davi e agora Ele transformará Davi para ser rei. A Palavra de Deus fala claramente sobre isso, porque logo depois está escrito: e daquele dia em diante, O Espírito do Senhor se passou de Davi.

O Senhor trabalha assim: Ele escolhe e depois disso ele transformará essa pessoa pelo seu Espírito. Se Deus der o seu Espírito, Ele transformará esta pessoa para ser capaz de realizar o trabalho. O Espírito de Deus capacita uma pessoa e estimula uma pessoa para usar os seus dons para servir a Deus. Sempre é assim. Quando o Espírito Santo entra na nossa vida, ele não faz milagres, mas ele vem com o poder do Todo Poderoso para nos capacitar para servir a Deus. Ele nos ensina para usar os nossos dons e capacidades no serviço do Reino de Deus. O Espírito Santo nos ensina a missão que temos nesta vida. A missão que os pais e as mães têm criando os seus filhos; a missão que os oficias tem na igreja; a missão que o professores tem na escola: ensinar e guiar as crianças no caminho do Senhor; ensiná-los como eles devem usar os seus dons no serviço do Reino de Deus.

O Espírito de Deus ajuda neste trabalho. O Espírito de Deus capacita os professores, mas também as crianças: um recebe muita fé; o outro recebe sabedoria; a mais um outro ele dá conhecimento; o quarto recebe a capacidade de trabalhar com as mãos como Besaleël; e mais um outro recebe o dom de liderar; e mais um recebe o dom de ajudar e consolar. O Espírito de Deus capacita às pessoas e estimula as pessoas para usar os seus dons no Reino de Deus, no serviço ao Senhor.

Davi é um exemplo disso. Ele não sabia governar o país, mas o Espírito de Deus o ajudou. Deus guiou os seus passos. Deus guiou os seus passos de tal maneira que Davi chegou ao Palácio do Rei Saul; Ele se tornou ajudante do rei; Deus guiou a sua vida de tal maneira que ele aprendeu a governar o país observando tudo de perto. Deus o ajudou e tornou a vida no palácio como uma escola.

Davi devia CONFIAR em Deus, o Todo Poderoso. Nós também. Deus humilha as pessoas que se exaltam e exalta as pessoas que se humilham. Quando Deus nos chama para servi-lo, ele também nos dará as capacidades para cumprir as nossas tarefas. Amém.

___________________________________________________________________________________________________

* Exceto onde o contrário esteja explícito, todos os conteúdos deste site estão licenciados sob uma Licença Creative Commons “Atribuição – Não Comercial – Sem Derivados 3.0 Não Adaptada“.

** Este sermão foi originalmente escrito para uso do pastor e não passou por correção ortográfica ou gramatical.

*** Encontre mais sermões do Pr. Abram de Graaf em: bramdegraaf.com

Compartilhe!

Pr. Abram de Graaf

O pastor Abram de Graaf é “Doctorandus” (Drs) em Teologia e um dos professores do Instituto João Calvino (Aldeia, Camaragibe-PE). Ele é pastor da Igreja Reformada de Hamilton, Canadá, enviado como missionário às Igrejas Reformadas do Brasil, desde o ano 2000. É Diretor do Projeto Dordt-Brasil. Ele mora em Maceió e também desenvolve projetos nessa cidade.

Leave a Comment